Planaltina celebra a Folia do Divino

bsbcapitalPor ,13/06/2014 às 22:04, Atualizado em 13/06/2014 às 22:04

Também celebrando os 50 dias após a Páscoa, a Igreja Católica promove, há 132 anos, em Planaltina, a festa do Divino Espírito Santo. No ano passado, a festa foi reconhecida como patrimônio cultural imaterial do DF. A comemoração começa com novenas, que são celebradas tanto na zona rural, quanto na zona urbana de Planaltina. Quando …

Planaltina celebra a Folia do Divino Leia mais »

festa do divino 01

Também celebrando os 50 dias após a Páscoa, a Igreja Católica promove, há 132 anos, em Planaltina, a festa do Divino Espírito Santo. No ano passado, a festa foi reconhecida como patrimônio cultural imaterial do DF. A comemoração começa com novenas, que são celebradas tanto na zona rural, quanto na zona urbana de Planaltina. Quando as duas novenas terminam, os fieis da roça vão, a cavalo, para a cidade, participar de uma grande festa, que corteja o Espírito Santo. A folia deixa a cidade toda enfeitada de vermelho. Os moradores que desejam que a procissão passe e faça orações em sua casa, a enfeitam e oferecem um lanche aos fieis. Ao final, todos se encontram na Praça da Igreja Matriz para uma grande comemoração, que é precedida de uma quermesse com comidas típicas.

Política no Divino

Mesmo sendo centenária e patrimônio imaterial do DF, que é concedido a costumes, cerimônias e tradições de comunidades que são repassadas de ancestrais aos seus descendentes ao longo dos anos, a festa do Divino não escapa das movimentações políticas nos anos eleitorais. Há 54 anos, Dona Divina mora na mesma casa, ao lado da Igrejinha da cidade. Ela, que tem 71 anos, faz parte do grupo que entoa os cânticos tradicionais na comemoração da folia na Igreja Matriz.

Este ano, porém, Dona Divina não cantou, mesmo tendo ensaiado com seu grupo por meses, como faz todos os anos. A etapa dos cânticos da festa foi substituída pelos agradecimentos e discursos políticos dos deputados e candidatos presentes. “Todo ano de eleição é assim, algum símbolo tradicional tem que sair para ceder o espaço para os políticos. O jeito é nos acostumarmos com isso. Eles poderiam, pelo menos, fazer alguma coisa por Planaltina depois de eleitos”, lamenta Dona Diva.

Estiveram presentes na festa os deputados Agaciel Maia (PTC), Cláudio Abrantes (PT), além dos pré-candidatos a distrital, Olgamir e Godofredo. Olgamir, porém, considera positiva as renovações que acontecem na festa, inclusive as políticas. “Nós temos que conquistar os jovens, eles têm que continuar a Folia do Divino. Criar coisas novas é essencial para a nossa evolução. Planaltina merece muito mais”, afirma Olgamir, filiada ao PC do B, que foi Secretária da Mulher no governo Agnelo.

Deixe um comentário

Rolar para cima