Paciente amputado recebe alta do HBDF

BSB Capital 08/02/2022 às 11:19, Atualizado em 09/02/2022 às 10:06

O paciente Raimundo Carvalho Gusmão, 62 anos, recebeu alta do Hospital de Base (HBDF) na tarde de segunda-feira (7).

Raimundo Gusmão ficou internado 45 dias e só foi operado após seu drama ser contado pelo Brasília Capital

Fonte: Divulgação

O paciente Raimundo Carvalho Gusmão, 62 anos, recebeu alta do Hospital de Base (HBDF) na tarde de segunda-feira (7). Ele estava internado desde 21 de dezembro com uma grave fratura no tornozelo direito. Após 45 dias, foi submetido a uma cirurgia de amputação da perna, e dois dias depois retornou para casa. Raimundo contraiu covid-19 dentro da unidade hospitalar;

Em resposta ao Brasília Capital, o HBDF informou que “a cirurgia do paciente R.C.G. foi um sucesso”. A nota diz que “ele chegou à unidade hospitalar com uma fratura grave no tornozelo direito e foi submetida a tratamento cirúrgico. Porém, devido à trombose arterial, que ocasionou prejuízo à circulação sanguínea local e infecção no membro, precisou ter a perna amputada”.

O drama de Raimundo Gusmão tornou-se público na terça-feira (1º), quando o deputado Chico Vigilante (PT), na abertura dos trabalhos anuais da Câmara Legislativa e na presença do governador Ibaneis Rocha (MDB), relatou a demora para realização da cirurgia. 

A história foi contada na edição 552 do Brasília Capital e no portal www.bsbcapital.com.br. A matéria foi ao ar na internet na sexta-feira (4) e foi manchete da versão impressa que circulou no sábado (5). A repercussão foi imediata e naquele mesmo dia o paciente foi operado. Dois dias depois recebeu alta médica.

Ainda na nota enviada ao Brasília Capital nesta terça-feira (8), o Instituto de Gestão Estratégica da Saúde (IGESDF) alega que “a família só autorizou a realização do procedimento em 29 de janeiro, momento em que o paciente não possuía mais condições clínicas de realizar. Assim, somente neste sábado (5) foi possível fazer a cirurgia”.

Sobre Raimundo Gusmão ter sido contaminado pela novo cornavírus dentro da unidade hospitalar, o HB garante que “está cumprindo com todos os protocolos para evitar contaminação da covid-19. Entre as ações, estão orientar pacientes e profissionais sobre o uso adequado da máscara e higienização das mãos. A equipe também está fazendo a testagem de pacientes com suspeita de covid-19”.

Leia mais em Brasília Capital

Deixe um comentário

Rolar para cima