Com muita música, Bloco Filhos de Zé promove cultura brasileira no Parque da Cidade

bsbcapitalPor ,27/04/2016 às 17:28, Atualizado em 22/11/2016 às 16:03

.

O bloco reúne músicos de todo o Distrito Federal. Foto: Reprodução/Whatsapp
O bloco reúne músicos de todo o Distrito Federal. Foto: Reprodução/Whatsapp

Todas as quintas-feiras uma batucada toma conta do Estacionamento 13 do Parque da Cidade. São os Filhos de Zé. Um bloco percussivo independente que promete agitar a quarta-feira de cinzas do carnaval brasiliense com muito axé. Os encontros acontecem às 19h e são abertos ao público. As inscrições também são gratuitas, porém é necessário que o músico tenha o instrumento. O objetivo é que 200 músicos integrem o bloco e saiam para as ruas no próximo carnaval.

As aulas são divididas em três partes: o primeiro momento é destinado a uma oficina de percussão, o segundo aos novos arranjos e o terceiro a execução do que foi ensaiado. Entre os instrumentos, estão timbal, surdo, xequerê, caixa e bacurinha. Com o decorrer do ensaio, a concentração das oficinas dá lugar a descontração do ensaio geral, quando os instrumentos de afinação aguda viram, simplesmente, “lata” e os de afinação grave, “tambor” na hora em que são dadas as instruções.

Segundo o mestre Rey, que está a frente do projeto cultural, o Parque da Cidade é um local estratégico, além de não ter a reclamação de vizinhos, a natureza e a proximidade com o centro de Brasília torna a área o local ideal para os encontros. E o atestado de que o trabalho vem dando certo está na própria curiosidade de quem passa pelo estacionamento. “As pessoas sempre param por aqui. Escutam, olham e depois tiram fotos. Dentro da nossa roda de percussionistas existem homens e mulheres de todas as idades e isso desperta o interesse do brasiliense”, disse. Quem quiser participar do bloco é só entrar em contato pelo telefone 8433-7311 ou 9554-3274 do mestre Rey.  

Serviço

Local: Estacionamento 13 do Parque da Cidade

Dia: Quinta-feira

Hora: 19h

Telefone: 8433-7311/9554-3274  

 

Confira o vídeo da última apresentação:

 

Deixe um comentário

Rolar para cima