Sinpro solicita dados oficiais sobre contágio por covid nas escolas

BSB Capital 14/06/2022 às 16:31, Atualizado em 15/06/2022 às 11:41

Objetivo é ter dados concretos para embasar o diálogo com a Secretaria de Educação e cobrar atitudes para proteger a comunidade escolar do vírus

Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

Sinpro-DF

O Sinpro-DF enviou à Subsecretaria de Segurança e Saúde no Trabalho (Subsaúde) solicitação, via carta externa e via Sistema Eletrônico de Informações (SEI) para ter acesso aos dados oficiais sobre o número de profissionais do Magistério contaminados por covid-19 nas escolas. Os diretores (as) do sindicato têm recebido denúncias de escolas nas diversas regionais dando conta do crescimento do contágio, com a infecção de muitos educadores (as).

O objetivo do Sinpro é ter dados concretos para embasar o diálogo com a Secretaria de Educação e cobrar atitudes para proteger a comunidade escolar do vírus. Os índices de transmissibilidade continuam altíssimos no DF (atingiu 1,80 no dia 10).

Recomendação

No sábado (11), o Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública, da Secretaria de Saúde, emitiu nota recomendando fortemente o uso de máscaras “em todos ambientes das unidades de ensino públicas e privadas do DF para todos frequentadores”. O comitê também defende que haja campanhas educativas de estimulo à vacinação contra Covid-19 nas escolas e a adoção de estratégias para evitar aglomerações na entrada, intervalo e saída dos estudantes.

No dia 2 de junho, a Secretaria de Saúde já havia recomendado o retorno da proteção facial em ambientes fechados e em locais ao ar livre com aglomeração de pessoas. O uso não é obrigatório, “contudo, tecnicamente, é recomendado o uso da máscara”, aponta a Vigilância Sanitária.

Ações de prevenção

A comissão de negociação do Sinpro pautou essa questão junto ao governo em reunião no dia 8, e cobrou que sejam tomadas providências diante da situação da contaminação por covid-19 no DF. A SEDF afirmou que está em diálogo com a Secretaria de Saúde e aguardando o estabelecimento dos próximos protocolos.

A diretoria colegiada do Sinpro tem sugerido às escolas que orientem firmemente o uso de máscaras por todos. A máscara é um aliado fundamental para controlar a circulação do vírus. A ciência já comprovou que o uso correto do equipamento – cobrindo inteiramente nariz e boca – evita o contágio, mais ainda se combinado com outros mecanismos, como o distanciamento social, ventilação dos espaços e testagem em massa. Da mesma forma, é muito importante manter hábitos como a correta higienização das mãos. No momento, também, é desejável a suspensão de eventos que gerem aglomeração.

Leia mais em Brasília Capital

Deixe um comentário

Rolar para cima