Procissão do Fogaréu, na Cidade de Goiás, volta após dois anos

BSB Capital 05/04/2022 às 12:30, Atualizado em 05/04/2022 às 12:49

Tradição vem do Século XVIII na cidade que é Patrimônio Cultural da Humanidade

Geraldo César Moreira

Às 23h59 da quarta-feira (13), na Semana Santa, as luzes do Centro Histórico da Cidade de Goiás serão apagadas para dar início à Procissão do Fogaréu. Devido à pandemia da covid-19, o evento não era realizado há dois anos.

Com quase três séculos de história no local, a encenação narra a prisão de Cristo e o início da sua Paixão. O evento emociona e encanta milhares de vilaboenses e turistas pelas ruas de pedra da antiga Vila Boa, como era chamada a capital de Goiás no tempo colonial e da província (foi a capital do estado até 1935, quando inaugurada Goiânia).

Foto: Geraldo César Moreira

A partida é diante do Museu de Arte Sacra da Boa Morte, de onde começa a marcha de 40 homens encapuzados, os farricocos, com tochas acesas. O casario e igrejas bem preservados servem de belo e cênico pano de fundo para o cortejo. A Procissão do Fogaréu é Patrimônio Cultural Imaterial do Estado de Goiás e a Cidade de Goiás tem título de Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO desde 2001.

Leia mais em Brasília Capital

Deixe um comentário

Rolar para cima