Brasília, uma senhora sempre jovem

bsbcapitalPor ,20/04/2016 às 22:57, Atualizado em 09/07/2016 às 3:37

Celina Leão (*)   Falar de Brasília nos seus 56 anos é simples, porque é uma cidade nova, saudável e dinâmica. Mas difícil por vê-la tão jovem, com problemas de uma cidade antiga. A população cresce galopantemente, a cada ano, o que demanda mais atenção dos governantes e de todos nós nos requisitos básicos para …

Brasília, uma senhora sempre jovem Leia mais »

Celina Leão (*)

 

Falar de Brasília nos seus 56 anos é simples, porque é uma cidade nova, saudável e dinâmica. Mas difícil por vê-la tão jovem, com problemas de uma cidade antiga. A população cresce galopantemente, a cada ano, o que demanda mais atenção dos governantes e de todos nós nos requisitos básicos para uma qualidade de vida melhor, como saúde, educação e segurança.

Entretanto, o que eu posso afirmar, como parlamentar que está à frente da Câmara Legislativa e, como tal, desejo e trabalho por dias melhores para a capital de todos os brasileiros. No Legislativo, temos não só oportunidade, mas obrigação de zelar pelo bem deste Patrimônio Histórico da Humanidade, como foi declarada em 1987, pela Unesco.

Não bastam projetos de lei, mas leis efetivas, regulamentadas. Leis que façam com que o DF ande a passos largos a fim de garantir que Brasília continue sendo uma das mais belas e modernas cidades do País.

Muito antes de ser construída, Brasília foi profetizada em Turim, Itália, pelo padre salesiano João Bosco. Ele sonhou que uma grande civilização iria nascer entre os paralelos 15 e 20 exatamente no local em que Brasília foi construída.

O sonho de Dom Bosco se realizou, e hoje podemos nos considerar como essa grande civilização. Vivemos nesta região que chamou a atenção de gente de todo o Brasil, desde a época da sua construção até os dias atuais. Todos em busca de oportunidades e da qualidade de vida que esbanja o Planalto Central do País.

Sua natureza exuberante encanta biólogos e nos faz acreditar que, aqui, é mesmo um lugar dos sonhos, mas que precisa ser cuidado e bem administrado. Que os visitantes sejam bem recebidos, que encontrem a energia e a paz que o Cerrado oferece. E que sua população, tanto a que a adotou como cidade natal, como a nascida aqui, tenham sabedoria para fazer de Brasília a melhor cidade do mundo para se viver.

Há 56 anos, após mil dias de construção, o presidente Juscelino Kubitschek inaugurou a Capital da Esperança, instalando o Distrito Federal, no Planalto Central. A antiga solidão de que muitas pessoas falavam nos primeiros anos de vida de Brasília ficaram para trás. Deu lugar à efervescência do cérebro das mais altas decisões nacionais.

Neste aniversário da Capital Federal, desejo passar e repassar muitas vezes por todos os seus cantos e observar os desenhos de todos os prédios públicos e residenciais que me encantam. Apreciar a arquitetura de Oscar Niemeyer e o projeto urbanístico de Lúcio Costa, para homenageá-la de perto.

Tenho fé e confiança de que o amanhã reserva um grande destino para Brasília, esta senhora sempre jovem.

(*) Deputada distrital pelo PPS e Presidente da Câmara Legislativa do DF

Deixe um comentário

Rolar para cima