Baculejo à vista na Setur

bsbcapitalPor ,01/10/2021 às 18:40, Atualizado em 05/10/2021 às 15:33

Possíveis irregularidades no projeto Brasília Iluminada 2020 estão na mira do Tribunal de Contas do DF

Setur foi alvo da PCDF na semana passada. Foto: Divulgação/PCDF

O TCDF deu 30 dias para a Secretaria de Turismo e o Instituto de Desenvolvimento Humano, Empreendedorismo, Inovação e Assistência Social (Idheias) se manifestarem sobre possíveis irregularidades no termo de fomento que realizou o projeto Brasília Iluminada – Capital da Esperança 2020. A decisão foi publicada no DODF de sexta-feira (1º). No mesmo despacho, a Corte determinou uma inspeção na Setur e no Idheias. Será que vem operação policial por aí na pasta da secretária Vanessa Mendonça e do sub Rodrigo Costa Barroso?

Histórico

Na semana passada a Setur fui alvo da de buscas da Polícia Civil do DF, no âmbito da Operação El Dorado. A investigação apura a suposto superfaturamento de contratos a Secretaroa. Após a visita da PCDF, três pessoas foram exoneradas. Elas são suspeitas de terem ligação com o superfaturamento.

Segundo informações do portal Metrópoles, o contrato de limpeza da Setur, por exemplo, tem ambientes com metragens dobradas. Processos foram firmados para locais com dimensões maiores que as originais, aumentando o preço dos serviços.

Deixe um comentário

Rolar para cima