Após a morte – Notícias do Além II

BSB Capital 22/03/2022 às 13:25, Atualizado em 24/05/2022 às 10:47

É muito comum pessoas que perdem entes queridos e não se conformam, atraí-los

70% dos desencarnados vagam, temporariamente, em nosso meio sem saber que já habitam o mundo dos “mortos”

(Conclusão do texto publicado na edição 554)

José Matos

O Mestre Chico Xavier ensinou: após a morte, 70% das pessoas vagam, temporariamente, em nosso meio sem saber que já habitam o mundo dos “mortos”. Por que isto acontece? Porque a mente cria os objetos que ele imagina, sem saber que sua criação é cópia dos objetos que possuíram, e não os originais.

Um espírito esclarecedor, tentando conscientizar outro que estava inconsciente do seu estado espiritual, ouviu dele: mas eu tenho meu relógio! E o esclarecedor perguntou-lhe: Você já notou que o ponteiro deste relógio não sai do lugar? Sim, respondeu. Mas eu vou levá-lo para consertar. Meu amigo, falou o esclarecedor, esse teu relógio não tem conserto porque é criação da tua mente.

Assim acontece com muitos militares que continuam vendo-se uniformizados e com cópias de suas armas que eles pensam serem as originais. Você já sonhou com “mortos” dizendo que não morreram? Este é um sonho muito comum. Acontece quando ignoram seu estado de espírito e continuam a mesma vida, em casa, frequentando o trabalho, a escola, os mesmos ambientes e aborrecidos com os amigos e familiares que parecem ignorá-los.

Os espíritos podem se comunicar por meio de sonhos, quando, pelo sono, saímos do corpo e podemos contatá-los. Vejamos: o que significa sonhar com pessoas que morreram e se apresentam numa atitude de tristeza? Estão sofrendo por culpas que carregam ou preocupadas com coisas erradas que você anda fazendo e pode prejudicar-se. Por que sonhamos com almas pedindo missas? Porque são católicos, estão sofrendo, e sabem ou imaginam que missas ajudam.

Foto: Reprodução

Você já ouviu falar em “encostos”? São espíritos, vagantes que ficam próximos dos encarnados e, com o tempo, passam as mesmas sensações que sentiam: dores, saudade, tristeza, vícios, fome insaciável, fraqueza etc. Se não houver intervenção espiritual para afastá-los, podem provocar doenças.

É muito comum pessoas que perdem entes queridos e não se conformam, atraí-los. É o que chamamos de obsessão de encarnados sobre desencarnados. É preciso confiança nos desígnios divinos e orações pelos “mortos”.

Leia mais em Brasília Capital

Deixe um comentário

Rolar para cima