A luta pela vacina é nosso maior desafio

sindmedicoPor ,31/03/2021 às 19:51, Atualizado em 31/03/2021 às 19:52

SindMédico-DF obtém autorização para adquirir vacinas contra a covid-19 para imunizar seus representados

SindMédico-DF obtém autorização para adquirir vacinas contra a covid-19 para imunizar seus representados

Gutemberg Fialho

Após intensa batalha, o Sindicato dos Médicos do Distrito Federal (SindMédico-DF) obteve na Justiça Federal autorização para adquirir vacinas contra a covid-19 para imunizar seus representados e seus familiares. Na prática, isso significa que o sindicato poderá vacinar médicos da iniciativa privada, que também atendem pacientes em consultórios, clínicas, ambulatórios e laboratórios particulares. No entanto, sem motivo plausível, foram preteridos na campanha de vacinação no Distrito Federal.

A sentença foi dada na segunda-feira (29) pelo juiz federal Rolando Valcir Spanholo, da 21ª vara da Seção Judiciária do DF. Pelo calendário de vacinação, que ainda é confuso, os médicos de clínicas, ambulatórios, consultórios e laboratórios particulares só começaram a ser vacinados no dia 25 de março, em oito fases, condicionados à chegada das remessas de imunizantes feitas pelo Ministério da Saúde à Secretaria de Saúde do DF.

Se, para o sindicato, a decisão é uma conquista, igualmente deve ser assim considerada pelos cidadãos do DF. Vacinar os médicos, de forma ampla, é proteger, também, a população. Assim, garantimos que mais profissionais estejam aptos a atender os pacientes lá na ponta. Neste momento, o parecer da Justiça é, sobretudo, um ganho para o setor da Saúde de maneira geral, cujo cenário é preocupante, com recordes de mortes, falta de insumos, oxigênio e equipamentos de proteção individual (EPI).

E é diante dessa situação, focado na preservação de vidas, que o sindicato apelou à Justiça para garantir os imunizantes contra a covid-19 aos médicos. Primeiro, porque, apesar de sermos chamados de heróis durante a pandemia, somos tão humanos quanto o resto da população. Adoecemos e também podemos ser vetores do vírus para nossos familiares e amigos.

Segundo, porque, neste momento, garantir a imunização ampla dos médicos é garantir que o paciente será atendido. Além disso, a concessão dessas vacinas ao SindMédico-DF também ajuda a desafogar o Sistema Único de Saúde (SUS), abrindo espaço para aqueles que não têm condições de pagar pelo imunizante. Ou seja, a maioria da população.

A decisão da Justiça, até a conclusão deste artigo, ainda está valendo. No entanto, caso recorram, sem entender a real necessidade dessa concessão ao SindMédico-DF e até para outras instituições privadas, continuaremos lutando pela imunização dos nossos sindicalizados, cumprindo o que rege a nossa Carta de Princípios, que diz: “O exercício da medicina é uma prestação de serviço à humanidade, que deve ser praticado com consciência e dignidade, buscando, em primeiro lugar, a saúde dos pacientes”.

Vacinar é garantir a saúde de todos. E a saúde de todos é compromisso máximo do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal.

Deixe um comentário

Rolar para cima