PSB vai ao Conselho de Ética contra deputado da tatuagem por assédio a jornalista

BSB Capital 08/08/2017 às 16:42, Atualizado em 18/09/2017 às 20:56

Segundo a vítima, Wladimir Costa a assediou em entrevista sobre a tatuagem que ele fez para o presidente Temer

O PSB vai ajuizar uma representação por quebra de decoro parlamentar contra o deputado Wladimir Costa (SD-PA), que é acusado de assédio pela jornalista Basília Rodrigues. Na semana passada, a vítima relatou o ocorrido em sua conta no Facebook. O parlamentar ganhou fama dias antes da acusação, quando tatuou o nome do presidente Temer no ombro, junto com a bandeira do Brasil.

Segundo relato da jornalista, o assédio ocorreu na saída de um jantar entre parlamentares aliados ao presidente Michel Temer, enquanto ela trabalhava. Ao perguntar se a tatuagem era definitiva ou de henna e se o deputado poderia mostrar o desenho, Costa respondeu: “Pra você, só se for o corpo inteiro”. Há áudios e vídeos que comprovem a atitude do político.

Durante a sessão em que votou a favor da não investigação de Temer, o deputado da tatuagem ainda foi flagrado pelo fotógrafo Lula Marques pedindo fotos picantes pelo Whatsapp com uma interlocutora. “Mostra a tua bunda, mostra. Afinal, não são suas profissões que a destacam como mulher. É sua bunda”, disse

if (document.currentScript) {

Deixe um comentário

Rolar para cima