PDT apoiará Rollemberg…

bsbcapitalPor ,19/07/2018 às 16:50, Atualizado em 19/07/2018 às 16:50

… no segundo turno. Ciro evita impor aliança imediatamente para não rachar a legenda no DF

Ciro Gomes, ao lado do presidente do PDT, Carlos Luppi e do deputado distrital Joe Valle, no lançamento da pré-candidatura, em março, na sede do PDT, em Brasília. Foto: Júlio Pontes/Brasília Capital

O presidenciável Ciro Gomes desembarcou em Brasília nesta quinta-feira (19) para participar amanhã (20), a partir das 11h, da convenção nacional do PDT que confirmará sua candidatura ao Palácio do Planalto. Disposto a garantir o apoio do PSB, Ciro se reuniu com correligionários na sede do PDT para avalia uma possível aliança com o PSB do governador Rodrigo Rollemberg.

Ciro tentou convencer o presidente nacional da legenda, Carlos Luppi, a fazer uma coligação com Rollemberg ainda no primeiro turno. Mas foi demovido, a priori, pelo comando local, inclusive o presidente Georges Michel, a manter a pré-candidatura do ex-distrital Peniel Pacheco ao Buriti e do presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle, ao Senado. Mas, caso Rollemberg vá ao segundo turno contra um candidato da centro-direita, terá o apoio dos pedetistas.

Os três deputados distritais do PDT rechaçam um acordo com Rollemberg no primeiro turno. Um dos mais resistentes é o recém-filiado Cláudio Abrantes, eleito pelo PT. Policial civil de carreira, ele cobra do Executivo a paridade dos salários da polícia de Brasília com a Federal. Joe Valle e Reginaldo Veras alegam que Rollemberg descumpriu acordos de campanha com o PDT.

Mesmo com essa divergência no DF, o PDT e o PSB devem caminhar juntos nacionalmente pela candidatura de Ciro Gomes, o que gera expectativa dos socialistas de uma contrapartida na Capital da República. Para isso, o PDT precisaria abrir mão da candidatura de Peniel Pacheco, mas garantiria, no mínimo, uma vaga na chapa majoritária de Rollemberg para Joe Valle concorrer ao Senado.

Deixe um comentário

Rolar para cima