Monumentos de Brasília com as cores da bandeira LGBTQIA+

BSB Capital 28/06/2022 às 15:47, Atualizado em 29/06/2022 às 15:32

28 de junho é o Dia Mundial do Orgulho LGBTQIQ+ ou do Orgulho Gay, que busca a conscientização contra à homofobia e a luta por direitos desses cidadãos. No domingo (3) acontecerá a Parada do Orgulho de Brasília, com concentração em frente ao Congresso Nacional

Da Redação

No dia de hoje, 28 de junho, é comemorado o Dia Mundial do Orgulho LGBTQIA+ ou o Dia do Orgulho Gay. O principal objetivo é conscientizar sobre o combate à homofobia e a luta pelos direitos desses cidadãos. Para marcar a data, 28 pontos turísticos de Brasília ganharam instalação de arco-íris, como o Teatro Nacional, a Torre de TV, o Museu Nacional, o Metrô-DF e o Relógio de Sol no lago do Parque da Cidade. A ação realizada pelo Brasília Orgulho, com produção de Igor de Albuquerque e Birosca, vai até o dia 11 de julho.

No domingo (3) acontecerá a Parada do Orgulho de Brasília. A concentração para a marcha será em frente ao Congresso Nacional, às 14 h. A parada não acontecia há dois anos devido à pandemia de covid-19.

O bar Stonewall Inn e a primeira marcha do Orgulho

A data que se comemora remete à rebelião no bar Stonewall Inn, localizado no bairro de Greenwich Village, em Nova York, no dia 28 de junho de 1969.

Até 1966, em NY, era proibido aos gays se reunirem em locais públicos, sob o pretexto de que causariam desordem. Respaldados então com a legislação, era comum a violência de policiais contra a comunidade gay. Mesmo sendo revogada a lei, uma violenta abordagem policial aconteceu no bar Stonewall Inn, um espaço que recebia essa comunidade, o que despertou a revolta das pessoas presentes, quando a polícia tentou prender 13 pessoas.

Foi naquele 28 de junho, cansado de serem frequentemente repreendidos por policias, que o público deixou de aceitar a abordagem. Um ano depois, manifestantes celebraram a data da rebelião e chamaram de “Dia da Libertação da Christopher Street”, rua onde situava o bar. Evento que ficou reconhecido como a primeira marcha do Orgulho.

O bar Stonewall Inn, em 2015, foi declarado monumento histórico de Nova York; e em 2016, o presidente norte-americano Barack Obama o transformou no primeiro monumento nacional aos direitos dos LGBTQIA+ nos EUA.

Rosilene Corrêa

Rosilene Corrêa. Foto: Reprodução Instagram

A pré-candidata ao Senado Rosilene Corrêa (PT) comemorou nesta terça-feira (28) o Dia do Orgulho LGBTQIA+. “É disso que é feita a nossa Luta: de coragem”, afirmou.

Com informações do Correio Braziliense e do Uol.

Leia mais em Brasília Capital

Deixe um comentário

Rolar para cima