Lázaro descarregou uma pistola contra os policiais

bsbcapitalPor ,28/06/2021 às 11:43, Atualizado em 29/06/2021 às 9:51

Secretário de Segurança de Goiás diz que criminoso morto tinha uma rede de apoio. Polícia Civil assume as investigações

Secretário de Segurança Pública descarta envolvimento de PMs goianos em  críticas a medidas de isolamento social - Jornal Opção
Secretário de Segurança de Goiás, Rodney Miranda. Foto: Reprodução

O secretário de Segurança de Goiás, Rodney Miranda, afirmou nesta segunda-feira (28) que Lázaro Barbosa recebeu a tiros a polícia, após ser descoberto, e descarregou uma pistola contra os policiais. A caçada a Lázaro começou há 20 dias e o cerco final aconteceu em Águas Lindas (GO), às 22h30 de domingo (27). Na manhã de hoje, ele foi morto durante a troca de tiros com a polícia.

“Lázaro era jagunço de segurança de algumas pessoas da região” destacou o secretário. Ao todo, o criminoso é acusado de 7 ou 8 crimes, dentre homicídios, estupros e porte ilegal de armas.

O caso Lázaro agora será encaminhado para a Polícia Civil de Goiás, que investigará a participação de outros personagens nos crimes e na fuga do criminoso. Indícios apontados pelo secretário de Segurança apontam que Lázaro tinha planos de sair do estado de Goiás e até mesmo do Brasil.

A ex-mulher e a ex-sogra de Lázaro estão entre as pessoas investigadas por apoiá-lo nos crimes. As duas serão ouvidas pela PCGO. Vale ressaltar que um fazendeiro está preso por suspeita de ajudar Lázaro. Emir é suspeito de ser o líder do esquema de blindagem ao criminoso morto.

Deixe um comentário

Rolar para cima