Histórias do futebol: Brasiliense faz sucesso em Portugal

Gustavo PontesPor ,14/05/2021 às 8:55, Atualizado em 14/05/2021 às 8:48

Hugo Almeida foi campeão da 2ª divisão do Candangão com o Capital em 2019 e está no sub-16 do Sporting

Com 24 anos, Hugo Almeida é um dos técnicos mais jovens do Brasil. Foto: Weslei Lourenço

O Campeonato Português historicamente é dominado por Benfica, Porto e Sporting. Nos últimos anos, apenas os dois primeiros se revezavam no topo. Após 19 anos, os leões de Lisboa voltaram a conquistar o título lusitano e estão invictos faltando 2 rodadas.

Um conhecido do futebol candango acompanhou de perto a campanha do Sporting. Hugo Almeida, ex-treinador do Capital, foi o mais jovem treinador a ser campeão de um campeonato profissional no Brasil ao conquistar a segunda divisão do Candangão em 2018, com 24 anos.

Após a conquista do título, Hugo continuou no Capital, mas não foi o treinador principal da equipe no Candangão. Hoje, aos 27 anos, ele vive em Lisboa, fazendo Mestrado em futebol e trabalhando como treinador auxiliar do sub-16 do novo campeão português. Muito feliz no país lusitano, Hugo está realizando um sonho de infância ao acompanhar de perto o Sporting.

“Sempre simpatizei com Sporting. Era o time que eu jogava no videogame. Mas nunca havia imaginado que um dia estaria trabalhando aqui e acompanhando tão de perto um momento tão importante para o clube“, diz ele, com exclusividade ao Brasília Capital.

Hugo também falou das dificuldades do Sporting nos últimos anos, do trabalho de reconstrução que vem sendo feito e da grande festa que os torcedores fizeram nas ruas após o título. ¨ Foi um feito improvável. Eu pude acompanhar e ver de perto como todos se empenharam. Foi uma experiência fantástica e foi lindo ver as ruas tomadas por milhares de pessoas, coisa que eu só tinha visto em 2002 quando o Brasil ganhou a Copa do Mundo e desfilou com a Taça em Brasília”.

Brasília não está só no passado, mas também na história e nos sonhos de Hugo Almeida. Ele afirma ter o sonho de fazer história e ajudar algum clube da capital a conquistar títulos e ocupar um lugar de destaque no cenário nacional. ¨Sonho em trabalhar em grandes clubes do Brasil, do mundo e também um dia quero voltar à minha cidade e deixar um legado no futebol local”.

Deixe um comentário

Rolar para cima