Guedes se irrita ao ouvir crítica sobre privatização da Petrobras e vai embora

BSB Capital12/05/2022 às 16:17, Atualizado em 13/05/2022 às 12:34

Guedes deu uma breve declaração a jornalistas após se encontrar com o novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, e receber um pedido para iniciar estudos de desestatização da Petrobras. Irritou-se com críticas e foi embora

Foto: Reprodução

Da Redação

O ministro da Economia, Paulo Guedes, se irritou com críticas à privatização da Petrobras, durante um pronunciamento à imprensa nesta quinta-feira (12), e deixou o local sem responder perguntas. Guedes deu uma breve declaração a jornalistas após se encontrar com o novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, e receber um pedido para iniciar estudos de desestatização da Petrobras. De acordo com a Folha de S. Paulo, um grupo de sindicalistas protestava contra a fala do ministro Guedes.

Ao fundo, era possível ouvir um grupo protestando: “vocês vão destruir o patrimônio do povo brasileiro”. Não foi possível identificar quem disse isso. Guedes levantou a voz. “Eu queria que todos soubessem que sempre respeitamos, estamos numa democracia, respeitamos os vencedores de eleições. Não quero falar de quem roubou a Petrobras, assaltou a Petrobras durante anos, roubaram, foram condenados, não quero falar isso”, afirmou. E continuou: “Quero simplesmente receber um programa de governo que teve 60 milhões de votos, receber um pedido do novo ministro de Minas e Energia e encaminhar o processo”.

Guedes, então, encerrou o pronunciamento. Ao ouvir novas críticas, disse: “Nós vamos devolver ao povo brasileiro o que é deles, está certo?”, e deixou o local. Os jornalistas que estavam ali tentaram fazer perguntas ao ministro, mas não foram respondidos.

Antes, Guedes disse que o pedido de Adolfo Sachsida será encaminhado à secretaria do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) ainda hoje. Sachsida, em seu primeiro pronunciamento como ministro de Minas e Energia, nesta quarta-feira (11), anunciou que pediria a Guedes que avançasse com estudos sobre a privatização da PPSA, a estatal do Pré-Sal, e a Petrobras. O que o levou nessa quinta-feira ao Ministério da Economia para entregar o ofício com a solicitação.

Com informações do UOL e DCM.

Leia mais em Brasília Capital

Deixe um comentário

Rolar para cima