Costa Rica elege Carlos Alvarado

mmPor ,03/04/2018 às 10:50, Atualizado em 03/04/2018 às 10:50

A abstenção diminuiu após o primeiro turno em que o país estava na iminência de eleger um misto de Bolsonaro com Feliciano

A Costa Rica dá um exemplo de participação democrática para as Américas e, apesar da eleição em feriado de Páscoa e em meio ao descontentamento com a classe política, participa em peso das eleições, com pouco mais de 32% de abstenção, bem menor que no primeiro turno, e elege Carlos Alvarado, do Partido Acción Ciudadana (PAC), com mais de 60% dos votos.
O povo costarriquenho, na iminência de eleger um misto de Bolsonaro com Pastor Feliciano, se mobilizou para eleger o governista Carlos Alvarado.
Uma eleição histórica para a Costa Rica, que em mais de 50 anos vê pela primeira vez a eleição de um presidente de um partido não tradicional.
As ruas não mentem nem erram. A política se faz com marketing, mobilização e publicidade. As estratégias da campanha do PAC eram evidentemente superiores e o preparo de seu candidato também.
O país está em festa. É muito emocionante participar pessoalmente deste momento histórico aqui na Costa Rica hoje.
Parabéns, povo costarriquenho.
Que tal lucidez alcance os brasileiros em outubro e não nos faça representar o retrocesso da América Latina.

Deixe um comentário

Rolar para cima