CLDF inaugura a TV Câmara Distrital

bsbcapitalPor ,27/10/2021 às 8:12, Atualizado em 27/10/2021 às 9:24

Primeira emissora pública e aberta de Brasília, TV Câmara Distrital será transmitida no canal 9.3. Já na Sky será o 29 e na Net o 11

tv câmara distrital rafael prudente cldf tv cldf
Antes da solenidade, o presidente Rafael Prudente inaugurou placa comemorativa nos estúdios da emissora que passa a operar no canal aberto 9.3. Foto: Carlos Gandra/CLDF

Entrou no ar nesta segunda-feira (25) a TV Câmara Distrital, primeiro canal público aberto de Brasília (9.3). A cerimônia de lançamento, transmitida ao vivo, foi realizada no auditório da Câmara Legislativa (CLDF), após visita de autoridades e imprensa às instalações da nova emissora. Com programação 24 horas por dia, a TV vai cobrir todo o trabalho legislativo, bem como produzir e veicular conteúdo jornalístico, educativo, sociocultural, científico e de utilidade pública. O canal aberto foi possibilitado por meio de acordo de cooperação com a Câmara dos Deputados.

O presidente da CLDF, Rafael Prudente (MDB), destacou que a TV dará total transparência aos trabalhos legislativos e favorecerá a interação com a sociedade: “É a chegada da Casa do Povo na casa do povo”. Ele explicou que haverá produção própria e de parceiros e que a emissora, “em breve”, terá canal na Net e na Sky. “Criar instrumentos de fomento à transparência e de aproximação entre a democracia e o cidadão sempre foi uma importante aspiração nossa e é emocionante ver esse trabalho ganhando vida”, afirmou.

TV Câmara Distrital

Prudente também anunciou o retorno do Troféu Câmara Legislativa de Cinema e a veiculação dos filmes vencedores do Prêmio na TV Câmara Distrital.

O primeiro presidente da CLDF, Salviano Guimarães, anunciou que doará uma película de 1948, elaborada pela Comissão de Polli Coelho, à TV Câmara Legislativa. O ex-distrital ressaltou a importância da comunicação que, segundo ele, é a “a arma principal” do legislador. “Ele tem a obrigação de comunicar à população o que faz e prestar conta das suas atividades”, afirmou.

tv câmara distrital rafael prudente cldf tv cldf
Embaixador da Índia, Suresh Reddy. Foto: Carlos Gandra/CLDF

O embaixador da Índia, Suresh Reddy, ressaltou a importância do veículo para a transparência do Estado. “É muito importante ter uma TV como essa, que conecte os representantes com os cidadãos que os elegeram”, afirmou.

Segundo a gerente de parceria da Rede Legislativa e vice-presidente da Associação das TVs e Rádios Legislativas, Alessandra Anselmo, a TV permite que o cidadão se informe sem filtros. “A população vai ter acesso diretamente ao que ocorre no legislativo, sem corte ou viés, e com a interação”, afirmou. O presidente da Comissão de Economia, Orçamento e Finanças da CLDF, Agaciel Maia (PL), também enfatizou o papel das TVs legislativas para a consolidação da democracia brasileira. “Trata-se de um instrumento democrático que possibilita ao cidadão, em casa, acompanhar e avaliar o trabalho dos deputados”, afirmou.

Agradecimentos a Rafael Prudente

O segundo secretário da CLDF, Robério Negreiros (PSD), agradeceu aos servidores da Segunda Secretaria pela realização de estudo que estabeleceu todas as “condições estruturais e funcionais para a produção de programação, aquisição, operação dos equipamentos, transmissão de sinal e arquivamento de todo o conteúdo produzido”. Ele disse que encaminhou solicitação a Rafael Prudente pedindo a inclusão da TV no canal 29 da Sky e no canal 11 da Net “para que o alcance à população seja muito maior”.

Para o deputado Chico Vigilante (PT), a credibilidade da TV está na isenção de comunicar o que de fato acontece na CLDF. “Não é para falar bem da Casa ou dos deputados, é para mostrar do jeito que as coisas são”.  Ele também defendeu que o veículo “dê voz ao povo”, para que as autoridades possam ouvir as demandas sociais.

O secretário de Cultura e Economia Criativa do DF, Bartolomeu Rodrigues, afirmou que a história da CLDF recomeça com a inauguração da TV, veículo que, segundo ele, contribuirá com o cenário cultural de Brasília. “Nós vamos participar ativamente, com espírito de colaboração, para mostrarmos essa pungente cultura do DF”, ressaltou.

tv câmara distrital rafael prudente cldf tv cldf

Boas práticas

Segundo a secretária de Educação do DF, Hélvia Paranaguá, a rede pública é um “celeiro de boas práticas” e que, sua pasta, contribuirá com o conteúdo da TV. O superintendente do Arquivo Público do DF, Adalberto Scigliano, destacou a parceria com o novo canal, anunciando dois projetos na programação: Pioneiros, a história que ninguém contou e Olhar Pioneiro. “É um motivo de orgulho muito grande poder contribuir”, afirmou. Para a secretária de Esporte e Lazer, Giselle Ferreira, a televisão “é ainda um importante veículo”, destacando que “comunicação é política pública”. A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça disse que a TV permitirá a divulgação dos atrativos turísticos locais: “Temos muito o que mostrar para a população ter mais orgulho do que nós temos aqui”, frisou.

Ex-presidente da CLDF, a deputada federal Celina Leão (PP-DF), parabenizou Prudente pela realização de “um sonho antigo”. De acordo com a parlamentar, a TV “Vai iluminar os mandatos de todos os deputados e mostrar o quanto essa Casa trabalha para as pessoas”.

Parcerias

Além do acordo com a Câmara dos Deputados que permitiu a transmissão em canal aberto, a TV Câmara Distrital fechou acordos de cooperação técnica com diversas entidades da sociedade civil e órgãos de Estado para diversificar sua programação. 

Confira a lista dos parceiros:

Associação Brasileira de Televisão e Rádios Legislativas (Astral); o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal (Sebrae-DF) Instituto Nacional de Meteorologia – Inmet SEI; Universidade de Brasília – UnB; Governo do Distrito Federal – GDF; Secretaria de Estado de Comunicação; Companhia Imobiliária de Brasília – Terracap; Departamento de Trânsito do Distrito Federal – Detran/DF; Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal – DER; Arquivo Público do Distrito Federal; Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal Secretaria de Estado do Esporte e Lazer do Distrito Federal; Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal; Secretaria de Estado de Turismo do Distrito Federal; Secretaria de Estado da Mulher do Distrito Federal; Companhia de Planejamento do Distrito Federal – Codeplan; Serviço de Limpeza Urbana – SLU; Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal – Adasa Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal – Emater-DF; e Arquivo Público do Distrito Federal.

Com informações da CLDF

Deixe um comentário

Rolar para cima