Após derrota, comerciantes do DF tiram itens da seleção de vitrines

BSB Capital 09/07/2014 às 18:28, Atualizado em 09/07/2014 às 18:28

Com a derrota do Brasil para a Alemanha nesta terça-feira (8) na semifinal da Copa do Mundo, comerciantes do Distrito Federal começaram cedo nesta quarta a retirar bandeiras, chapéus, camisas e acessórios com as cores da seleção brasileira das vitrines das lojas. Para muitos gerentes, continuar destacando o material pode provocar nos clientes as sensações de vexame, …

Após derrota, comerciantes do DF tiram itens da seleção de vitrines Leia mais »

Com a derrota do Brasil para a Alemanha nesta terça-feira (8) na semifinal da Copa do Mundo, comerciantes do Distrito Federal começaram cedo nesta quarta a retirar bandeiras, chapéus, camisas e acessórios com as cores da seleção brasileira das vitrines das lojas. Para muitos gerentes, continuar destacando o material pode provocar nos clientes as sensações de vexame, fracasso e até raiva.

“Vai ser difícil vender algo de futebol por enquanto porque as pessoas estão envergonhadas”, afirmou o gerente de uma loja no Taguacenter, em Taguatinga, Alex Feitosa. “A maioria das pessoas que entrou aqui hoje falou: ‘tira isso aí do Brasil’. A gente não vai deixar exposto, a imagem não fica legal. O cliente associa ao fracasso. Vamos manter uma coisa tímida lá atrás, mas só isso.”fuleco1

O comerciante afirma que já começou a retirar adevisos do mascote da Copa do Mundo, o Fuleco, de alguns objetos, como cantis e sanduicheiras. “Como tem uma cor única, como verde ou amarelo, podemos inventar e reaproveitar, colocar um adesivo do Hulk, por exemplo”, afirma. “Temos que vender, não dá para esperar quatro anos. Já artigos como chapéus e perucas, não tem jeito. Vamos ter que guardar.”

 

Deixe um comentário

Rolar para cima