Varejo ganha Frente Parlamentar na CLDF

bsbcapitalPor ,01/07/2016 às 23:50, Atualizado em 09/07/2016 às 3:50

O setor produtivo se reuniu com deputados na segunda-feira (27) para criar a Frente Parlamentar em Defesa do Setor Varejista, homologada pela Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) no mesmo dia. A criação de leis para desburocratizar o setor é a principal reivindicação do setor, que conta com de 16 deputados distritais. A deputada Sandra …

Varejo ganha Frente Parlamentar na CLDF Leia mais »

sandraaa
Deputada Sandra Faraj

O setor produtivo se reuniu com deputados na segunda-feira (27) para criar a Frente Parlamentar em Defesa do Setor Varejista, homologada pela Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) no mesmo dia. A criação de leis para desburocratizar o setor é a principal reivindicação do setor, que conta com de 16 deputados distritais. A deputada Sandra Faraj vai comandar os trabalhos da Frente, que vai tratar da cobrança de tributos, geração de empregos e segurança nos comércios.

O encontro que marcou o lançamento da Frente foi convocado pelo Sindicato do Comércio Varejista (SindiVarejista) e reuniu mais de 200 pessoas no restaurante Le Jardin du Golf, no Lago Sul. Durante a cerimônica, duras críticas foram feitas aos parlamentares da CLDF – sete deles estavam presentes.

O anfitrião Edson de Castro, presidente do SindiVarejista, abriu as apresentações em um palanque improvisado na entrada do salão principal. O presidente anunciou a criação de uma plataforma online para acompanhar o trabalho dos distritais, que, segundo ele, “só procuram o sindicato em época de campanha”. A burocratização que dificulta a emissão de habite-se e alvarás de funcionamento também foi lembrada.

A primeira deputada a discursar no microfone foi a presidente da Frente Parlamentar, Sandra Faraj. Diante de representantes do setor produtivo de Taguatinga, seu reduto político, Faraj acatou as reclamações do sindicato e destacou a existência de 16 parlamentares na Câmara Legislativa dispostos a mudar o panorama do comércio no DF.

À frente da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, o distrital licenciado Joe Valle defendeu o comércio na geração de empregos no Distrito Federal. Cerca de 300 mil pessoas estão desempregadas e os distritais têm totais condições de mudarem essa realidade. “As leis não são imutáveis. Elas são feitas por homens e podem não ser as melhores para determinados setores. Temos que trabalhar para dar condições aos empresários e lojistas de empregarem brasilienses”, disse o secretário.

Além de Sandra Faraj, Agaciel Maia (PR), Chico Vigilante (PT), Raimundo Ribeiro (PPS), Rodrigo Delmasso (PTN), Telma Rufino (sem partido) e Wasny De Roure (PT) foram os porta-vozes da Câmara Legislativa no evento. Sem mandato, o ex-distrital Olair Francisco esteve presente no salão. No mesmo dia, circulava pelo Whatsapp um card assinado pelos “amigos de Olair” pedindo a volta do empresário no pleito de 2018.

 


Lava Jato prende doleiro ligado a Cunha e mira grupo JBS Friboi


Dilma dá início à campanha de R$ 500 mil para custear viagens


Deixe um comentário

Rolar para cima