Todas as honras ao Rei

Gustavo PontesPor ,23/10/2020 às 15:16, Atualizado em 23/10/2020 às 14:42

Pelé, o maior jogador de todos os tempos, completa 80 anos

Foto: Divulgação/Santos FC

No dia 23 de Outubro de 1940, nascia Edson Arantes do Nascimento, o homem que, graças à sua habilidade com a bola nos pés, pararia até uma guerra. Mas o jogador Pelé nasceu mesmo em 1948, quando o menino que mais tarde seria Rei, pronunciava de forma equivocada o apelido do goleiro Bilé, amigo de seu pai.

Com apenas 15 anos de idade, Pelé estreou pelo Santos e marcou o primeiro dos 1281 gols da sua carreira, que o transformaram no maior artilheiro de todos os tempos, recorde que dificilmente será batido. Pelo alvinegro praiano, o Rei fez mais de mil gols, conquistou títulos nacionais, Libertadores, Mundial de Clubes e até parou uma guerra.

Parceria invencível – Se o Brasil é penta, tem que agradecer muito ao Rei do futebol, que em 1958, com 16 anos, disputou e ganhou a sua primeira Copa do Mundo, marcando seis gols, sendo dois deles na final contra a Suécia, que jogava em casa.

Mas também não pode deixar de fazer reverência ao anjo das pernas tortas, que formou com o Rei uma parceria imbatível na Seleção Brasileira. Pelé e Garrincha jogaram juntos pela primeira vez naquele ano e juntos nunca perderam um jogo.

Foram 40 jogos, com 36 vitórias, 4 empates e duas Copas do Mundo conquistadas. Em 1962, Pelé se machucou ainda na primeira fase e viu seu companheiro assumir o protagonismo na conquista do bi.

Após fracassar em 1966, O Brasil chegou ao México, em 1970, com Pelé mais experiente e rodeado de grandes craques, que encantaram o mundo. Com gol do Rei na final, o Brasil conquistou o tri e a posse definitiva da taça Jules Rimet.

Deixe um comentário

Rolar para cima