Carta a uma amiga de Paris

A fuligem que escurece os nossos dias