Lázaro não era um lobo solitário, diz Caiado

Governador de Goiás afirma que o criminoso tinha parceiros, alimentação, local para dormir e acesso a celular