Suspeito de planejar ato terrorista no DF não será indiciado, diz PF

bsbcapitalPor ,12/07/2016 às 9:32, Atualizado em 12/07/2016 às 9:32

A Polícia Federal informou nesta segunda-feira (11) que o homem paquistanês de 32 anos detido neste domingo (10), em Brasília, e suspeito de planejar um ato terrorista foi liberado e não responde a inquérito. Segundo a corporação, não foi verificado “qualquer indício de envolvimento” em crimes de atribuição da PF, como os relacionados ao terrorismo. …

Suspeito de planejar ato terrorista no DF não será indiciado, diz PF Leia mais »

Píer Norte do Aeroporto JK, em Brasília (Foto: Vianey Bentes/TV Globo)
Píer Norte do Aeroporto JK, em Brasília (Foto: Vianey Bentes/TV Globo)

A Polícia Federal informou nesta segunda-feira (11) que o homem paquistanês de 32 anos detido neste domingo (10), em Brasília, e suspeito de planejar um ato terrorista foi liberado e não responde a inquérito. Segundo a corporação, não foi verificado “qualquer indício de envolvimento” em crimes de atribuição da PF, como os relacionados ao terrorismo.

Como não há procedimento aberto, o homem está liberado para se deslocar dentro do país ou viajar de volta ao Paquistão, segundo a PF. O G1não conseguiu contato com a família do paquistanês na tarde desta segunda.

O homem foi denunciado à Polícia Militar pela própria mulher, na tarde de domingo. Ela afirmou aos policiais que o marido tinha a intenção de “explodir o aeroporto Juscelino Kubitschek”. Na residência do casal, em São Sebastião, a PM encontrou uma passagem marcada para esta segunda no nome do suspeito. O tíquete indicava saída do Aeroporto JK com destino ao Paquistão e escala em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Equipes do Bope vasculharam a casa durante toda a tarde de domingo, mas não encontraram nenhum material explosivo. Ouvido pela PM no mesmo dia, o homem não confirmou nem negou as acusações e ainda convidou um dos militares a ir ao Aeroporto JK nesta segunda “para averiguar”. O Aeroporto Internacional de Brasília informou que operou normalmente no fim de semana.

Ainda no domingo, o casal foi ouvido pela Polícia Federal. Um parente do suspeito, que possuía a documentação do estrangeiro, também foi levado ao órgão para prestar esclarecimentos. Após os depoimentos, o órgão afirmou ao G1 que ainda buscava informações sobre o suspeito junto a organizações internacionais de investigação.

Policiais do Bope fazem buscas na casa do suspeito, em São Sebastião, neste domingo (10) (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
Policiais do Bope fazem buscas na casa do suspeito, em São Sebastião, neste domingo (10) (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

 


Policiais do DF anunciam greve em momento de grandes eventos no país

DFTrans agenda entrega de 14 mil cartões do Passe Livre até dia 26

Deixe um comentário

Rolar para cima