Suíços aprovam limitar salários abusivos

bsbcapitalPor ,04/03/2013 às 18:05, Atualizado em 04/03/2013 às 18:05

  Os suíços aprovaram neste domingo, com cerca de 60% dos votos, a iniciativa popular para limitar os salários astronômicos e abusivos dos altos executivos, segundo as primeiras projeções do principal instituto de pesquisas da Suíça.  A iniciativa popular é um direito da população suíça para modificar uma lei. Caso consiga reunir 100.000 assinaturas em …

Suíços aprovam limitar salários abusivos Leia mais »

 

Os suíços aprovaram neste domingo, com cerca de 60% dos votos, a iniciativa popular para limitar os salários astronômicos e abusivos dos altos executivos, segundo as primeiras projeções do principal instituto de pesquisas da Suíça.


 A iniciativa popular é um direito da população suíça para modificar uma lei. Caso consiga reunir 100.000 assinaturas em nível federal num prazo de 18 meses, um tema pode ser submetido à votação.


O texto referendado neste domingo, chamado iniciativa Minder (nome do criador), reforça consideravelmente os direitos dos acionistas para impedir o pagamento de salários e bônus muito altos, como os 15 milhões de francos suíços (12 milhões de euros) pagos em 2011 ao diretor da farmacêutica Novartis; os 10 milhões para o chefão da alimentícia Lindt & Sprüngli, Ernst Tanner; os 12,5 milhões para o chefe da Roche, Severin Schwan; ou os 11,2 milhões para o patrão da Nestlé, Paul Bulcke.


Com a iniciativa aprovada, a Suíça “terá o direito de sociedade anônima mais rígido do mundo”.

Fonte: Portal Terra

Sites e Blogs

Deixe um comentário

Rolar para cima