STJ nega recurso de empresas de ônibus

bsbcapitalPor ,26/06/2013 às 9:45, Atualizado em 26/06/2013 às 9:45

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve, ontem (25), a decisão do Tribunal de Justiça do DF e Territórios de dar continuidade do processo de licitação do sistema de transporte público do Distrito Federal, após apreciar recurso interposto pelas empresas Viplan e Condor. Essa questão judicial é discutida desde o fim do ano passado, quando …

STJ nega recurso de empresas de ônibus Leia mais »

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve, ontem (25), a decisão do Tribunal de Justiça do DF e Territórios de dar continuidade do processo de licitação do sistema de transporte público do Distrito Federal, após apreciar recurso interposto pelas empresas Viplan e Condor.

Essa questão judicial é discutida desde o fim do ano passado, quando a Vara de Recuperações Judiciais concedeu liminar às referidas empresas, determinando que a Comissão de Licitação retirasse do processo as linhas atualmente operadas pelas duas empresas.

No período, a Procuradoria-Geral do DF (PGDF) entrou com um pedido de suspensão de segurança perante o presidente do TJDFT, que determinou o andamento do processo de licitação.

O recurso junto ao STJ, apreciado pela 2ª Turma, foi mais uma tentativa de questionar os procedimentos já adotados pela Comissão de Licitação.

VITÓRIAS – O governo do DF já conquistou mais de 150 vitórias judiciais para garantir a licitação que renovará o sistema de transporte público.

A partir da licitação, mais de 98% da frota do DF será composta por veículos zero quilômetro com padrão euro 5, cuja queima de combustível polui 180 vezes menos do que padrão dos ônibus que circulam atualmente.

Com o novo modelo, o DF passará a ser dividido em cinco grandes regiões, também chamadas de bacias, e cada uma será de responsabilidade de uma empresa ou consórcio, o que significa que, nenhum deles transportará mais que 25% do mercado.

 

Deixe um comentário

Rolar para cima