Selo estimula doação de sangue em universidades

bsbcapitalPor ,26/01/2021 às 11:46, Atualizado em 26/01/2021 às 11:46

CLDF aprova lei do deputado Eduardo Pedrosa

O deputado distrital Eduardo Pedrosa (PTC) é autor da lei que incentiva a doação de sangue. Foto: Lorrane Oliveira

Os centros universitários do Distrito Federal que estimularem a doação de sangue ganharão o selo Sangue Bom. É o que estabelece a Lei 6.793, sancionada nesta terça-feira (26) pelo governador Ibaneis Rocha (MDB).

“A ideia é que as instituições de ensino incentivem os alunos a adotarem o trote solidário no lugar de brincadeiras agressivas. É um ato que pode salvar vidas”, explica o autor da lei, deputado distrital Eduardo Pedrosa (PTC).

As universidades que se comprometerem a organizar campanhas anuais ou semestrais em parceria com alguma unidade de doação de sangue ganharão com o selo e os alunos que se propuserem a doar ganharão abono de falta.

“O Hemocentro passa a maior parte do ano com os estoques baixos. Com esse estímulo, pretendemos ampliar o número de doadores e ajudar a resolver esse problema”, diz o deputado. 

O selo Sangue Bom tem validade de um ano e pode ser renovado, desde que as instituições de ensino  deem continuidade às ações de doação.

Deixe um comentário

Rolar para cima