Rodoviários fazem paralisação contra projeto de lei sobre terceirização

bsbcapitalPor ,15/04/2015 às 9:57, Atualizado em 15/04/2015 às 9:57

Moradores de todo o Distrito Federal passaram por transtornos no começo da manhã desta quarta-feira (15/4), por conta de uma paralisação de ônibus. Segundo o Sindicato dos Rodoviários, desde às 4h ficaram sem circular ônibus das empresas São José, Piracicabana, Marechal, Urbi e Pioneira. A categoria se manifesta contra o Projeto de Lei 4.330, que …

Rodoviários fazem paralisação contra projeto de lei sobre terceirização Leia mais »

Moradores de todo o Distrito Federal passaram por transtornos no começo da manhã desta quarta-feira (15/4), por conta de uma paralisação de ônibus. Segundo o Sindicato dos Rodoviários, desde às 4h ficaram sem circular ônibus das empresas São José, Piracicabana, Marechal, Urbi e Pioneira. A categoria se manifesta contra o Projeto de Lei 4.330, que amplia a terceirização no país. A previsão era de que os coletivos voltassem a circular às 6h. No entanto, o serviço só foi normalizado depois das 7h.

Um dos diretores do Sindicato dos Rodoviários, Marcos Júnior Duarte disse que a paralisação foi realizada para seguir o movimento nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT). “É um malefício para o trabalhador. Esse movimento é contrário a todos os direitos que nós já ganhamos”, justificou. Às 16h um ato reunirá representantes de várias categorias na Rodoviária do Plano Piloto. Entre eles, os rodoviários.

A paralisação foi rápida, mas causou um grande transtorno para os brasilienses. Quem tinha costume de trabalhar mais cedo, teve que esperar. Muitas pessoas não sabiam da paralisação e acabaram se rendendo ao transporte pirata. O Correio esteve em Santa Maria, onde as paradas estavam cheias. Quando os ônibus voltaram, os coletivos não paravam em todas as paradas, porque muitos estavam lotados de passageiros.20150415073212234757e

Deixe um comentário

Rolar para cima