Representante de Taguatinga leva título

bsbcapitalPor ,29/07/2013 às 10:00, Atualizado em 29/07/2013 às 10:00

O título de Miss DF foi dado à representante de Taguatinga, a modelo Nathália Costa, que desbancou 20 candidatas e agora vai correr atrás da faixa de Miss Brasil, no dia 28 de setembro, em Belo Horizonte, onde disputará com 26 beldades de todo o país. “Ganhar significa que atingi meu objetivo e que todo …

Representante de Taguatinga leva título Leia mais »

O título de Miss DF foi dado à representante de Taguatinga, a modelo Nathália Costa, que desbancou 20 candidatas e agora vai correr atrás da faixa de Miss Brasil, no dia 28 de setembro, em Belo Horizonte, onde disputará com 26 beldades de todo o país.

“Ganhar significa que atingi meu objetivo e que todo o esforço que fiz valeu a pena. Agora vou me concentrar na preparação para o Miss Brasil, com aulas de postura, etiqueta. Tudo para representar o DF da melhor forma possível”, afirmou a modelo de 23 anos.

A jovem enfrentará agora uma extensa jornada de beleza, com tratamentos estéticos, visita a dentista, nutricionista e atividades físicas orientadas por um personal trainer, além disso, ela terá aulas sobre a história regional para conhecer com mais propriedade a capital que representa.

O coordenador-geral do Miss DF, Cloves Nunes, explica que Nathália não terá muita dificuldade no concurso nacional, pois já trabalhava como modelo. “Nem por isso deixaremos de realizar os treinamentos, afinal ela tem a função de divulgar o nosso estado”, informou o coordenador.

Além do título, a vencedora foi premiada com produtos de beleza e vestuário por um ano, acessórios de moda, R$ 17 mil em jóias, dentre outros mimos oferecidos pelos patrocinadores que, de acordo com Nunes, são os grandes responsáveis pela realização do evento.

“Não trabalhamos com dinheiro e sim com apoiadores. Além do trabalho voltado ao mundo da moda e da beleza, também realizamos um trabalho social com a arrecadação de latas de leite em pó para serem doadas a instituições previamente credenciadas pela organização do concurso”, ressaltou.

Toda a doação será distribuída entre as instituições Lar Francisco de Assis, que trabalha com idosos, e Fale (Fraternidade Assistencial Lucas Evangelista), entidade que presta atendimento a portadores de HIV, por intermédio do projeto Miss Solidária.

Nunes anunciou, ainda, que negocia com a organização do Miss Brasil para que o concurso seja realizado na capital no próximo ano, já que sediou o evento até 1980. A iniciativa movimentará o turismo e a economia locais.

O Miss DF aconteceu na noite do último sábado (27), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, espaço cedido pelo GDF.

 

Deixe um comentário

Rolar para cima