Proibição de carros no Parque Águas Claras divide opiniões

bsbcapitalPor ,13/06/2015 às 21:43, Atualizado em 13/06/2015 às 21:43

Assim como já havia sido noticiado pelo Brasília Capital, o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) proibiu a circulação de automóveis no Parque Ecológico de Águas Claras. Apenas portadores de necessidades especiais, servidores, policiais e permissionários estão autorizados a trafegar no interior da reserva. “Essa medida busca preservar a segurança dos usuários da unidade, devido ao grande …

Proibição de carros no Parque Águas Claras divide opiniões Leia mais »

Assim como já havia sido noticiado pelo Brasília Capital, o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) proibiu a circulação de automóveis no Parque Ecológico de Águas Claras. Apenas portadores de necessidades especiais, servidores, policiais e permissionários estão autorizados a trafegar no interior da reserva.

“Essa medida busca preservar a segurança dos usuários da unidade, devido ao grande número de ocorrências de atropelamento, além de evitar a degradação da natureza local, causada pelo estacionamento irregular de veículos”, afirmou, em nota, o Ibram.

Parque de águas claras  (2)A medida dividia a opinião dos moradores. Julio Correia foi surpreendido na terça-feira (9) às 7h quando chegou para praticar atividades físicas. “Não esperava essa proibição. Faltou ser divulgada com antecedência. O estacionamento externo deveria ter sido ampliado, não tem vaga para todos”, afirmou o administrador de empresas, que voltou para casa sem entrar no parque por não ter conseguido estacionar o carro.

Já Walter Ramalho, 72 anos, que há mais de cinco anos faz caminhada no parque, concorda com a decisão. “Nunca vim para cá de carro. Aqui é um local para caminhar, sentir o ar puro e não poluir a natureza com emissão de gases poluentes”.

O bancário Nestor Andrade admitiu ir diariamente de carro, por morar longe. “Moro na Avenida Sibipiruna, muito longe daqui. Venho sempre de carro. Agora vou procurar um transporte alternativo. Mas, não vou deixar de fazer minha ginástica”, afirmou.

Conforme a administradora do Parque, Lucineide, foi sugerido ao Ibram, a disponibilidade de um veículo alternativo, de preferência movido a energia elétrica, para dar apoio aos idosos, gestantes e mães com bebês de colo.

“Pedimos ao órgão um veículo de apoio para dar suporte a essas pessoas”, ressalta. Ela sugere que os frequentadores idosos, gestantes e mamães com bebês de colo utilizem a entrada conhecida como da Residência Oficial, na Avenida Parque Águas Claras com a Flamboyant.

Deixe um comentário

Rolar para cima