Procurador feito refém em tribunal da Turquia morre no hospital

bsbcapitalPor ,31/03/2015 às 18:19, Atualizado em 31/03/2015 às 18:19

O ministro turco das Relações Exteriores disse nesta terça-feira no Twitter que o procurador ferido em troca de tiros em tribunal de Istambul morreu no hospital, informa a agência Reuters. O procurador foi feito refém nesta terça por homens armados, que também morreram em ação policial. “Fomos pacientes durante seis horas e fizemos tudo o …

Procurador feito refém em tribunal da Turquia morre no hospital Leia mais »

2015-03-31t132430z_13189936

O ministro turco das Relações Exteriores disse nesta terça-feira no Twitter que o procurador ferido em troca de tiros em tribunal de Istambul morreu no hospital, informa a agência Reuters. O procurador foi feito refém nesta terça por homens armados, que também morreram em ação policial.

“Fomos pacientes durante seis horas e fizemos tudo o possível, mas escutamos disparos dentro da sala em que estavam os terroristas e a polícia lançou a operação”, disse o chefe da polícia, Selami Altinok.

“O promotor morreu quando chegou no hospital. Tentamos fazer o nosso melhor, mas falhamos em salvar a sua vida”, disse um funcionário do hospital Florence Nightingale para a afiliada da CNN.

O promotor investigava a morte de um adolescente durante a revolta antigoverno de 2013. Ele foi tomado como refém por indivíduos de um grupo armado de extrema esquerda que invadiu o Palácio de Justiça Caglayan, em Istambul. Segundo o jornal “Hürriyet”, o refém era o promotor Mehmet Selim Kiraz, que investigava a morte de uma vítima das manifestações do parque Gezi pelo impacto de uma bomba de gás lacrimogêneo.

A rede de TV norte-americana “CNN” mostrou imagens de carros de polícia cercando o edifício. Fontes da promotoria afirmaram mais cedo ao “Hürriyet” que eram feitas negociações entre o grupo de sequestradores e a polícia “através de um mediador que eles escolheram”.

Deixe um comentário

Rolar para cima