Pressão é definitiva para aprovar Semana do Cerrado no Calendário Escolar

sinproPor ,25/11/2021 às 17:49, Atualizado em 25/11/2021 às 17:49

Projeto de Lei foi apresentado à Câmara Legislativa na terça-feira (23)

semana do cerrado

O Projeto de lei que insere a Semana do Cerrado no calendário letivo da Rede de Ensino do DF foi apresentado à Câmara Legislativa na terça-feira (23). De autoria do deputado Chico Vigilante (PT), a proposta é uma demanda do Grupo de Educadores Ambientais do DF, e, se contar com o engajamento da sociedade, tem chances de passar a valer em 2022.

A ideia é que a Semana do Cerrado seja realizada anualmente, de 5 a 11 de setembro, culminando com o Dia Nacional do Cerrado (11 de novembro). Embora seja designada como uma atividade realizada durante sete dias, o projeto de lei prevê a preparação da ação ao longo de todo o ano. Pelo PL, a Semana do Cerrado consiste em uma série de iniciativas para informar e conscientizar sobre o bioma, por meio de painéis, seminários, palestras e outras ações educativas. 

“Estamos vendo a destruição do Cerrado, bem como de todo o meio ambiente. Portanto, nada mais justo do que começar essa conscientização de preservação do nosso bioma nas escolas, fazendo a orientação das crianças e dos adolescentes”, afirma Vigilante.

Meio ambiente

O parlamentar comenta o crescimento da discussão sobre meio ambiente junto à sociedade brasileira e credita o fenômeno ao caos imposto pelas políticas antiambientalistas do governo federal. “As coisas estão cada vez piores. Bolsonaro trata o meio ambiente do mesmo jeito que trata a pandemia. Aqui no DF temos um cenário preocupante. Em um passado recente, tivemos racionamento de água. Isso é reflexo do maltrato com o meio ambiente. Se não cuidarmos do nosso bioma, em um futuro breve teremos um grave problema de abastecimento de água”, alerta.

Para dar consistência à execução da Semana do Cerrado, o projeto de lei também propõe a “formação de professores e servidores da Secretaria de Educação, no sentido de aprofundar os conceitos e a execução de projetos de educação ambiental nas instituições de ensino”.

Semana do Cerrado

Para que a Câmara Legislativa aprove o PL que insere a Semana do Cerrado no Calendário Letivo do DF é preciso que a sociedade pressione os parlamentares. “Orientamos que toda nossa categoria participe dessa luta, enviando mensagens para os deputados distritais cobrando a aprovação da proposta. Esse é um apelo que nós do Sinpro fazemos a toda sociedade. Sem meio ambiente não há vida. Precisamos iniciar agora ações mais conscientes, ou será tarde demais”, afirma a dirigente do Sinpro-DF Letícia Montandon.

Após a apresentação à CLDF, o PL da Semana do Cerrado será distribuído às comissões de Meio Ambiente, de Educação e, posteriormente, à de Constituição e Justiça. Se aprovado em todos esses espaços, segue para a apreciação do plenário da Casa.

Leia mais sobre o Sinpro-DF

** Este é um artigo de opinião. A visão do autor não necessariamente expressa a linha editorial do jornal Brasília Capital

Deixe um comentário

Rolar para cima