PPL se funde ao PCdoB

juliocpontesPor ,03/12/2018 às 11:46, Atualizado em 05/12/2018 às 9:39

Juntos, os partidos chegam a nove deputados federais e superam a cláusula de barreira da Lei Eleitoral

Na foto, os dois presidentes dos partidos: Augusto Madeira do PCdoB/DF e João Vicente Goulart do PPL/DF

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e o Partido Pátria Livre (PPL) anunciaram a fusão das siglas. A decisão foi tomada durante um encontro realizado domingo (2), em São Paulo. O nome permanecerá PC do B.

O objetivo da união é superar a cláusula de barreira que impediria que, entre outros benefícios, os partidos tivessem acesso a recursos do Fundo Eleitoral e tempo no horário eleitoral gratuito, nas eleições de 2022. O PCdoB conseguiu eleger oito deputados federais, e o PPL apenas um. O mínimo para ultrapassar a cláusula são nove deputados.

Para o presidente do PCdoB do Distrito Federal, Augusto Madeira, a união “faz parte de um processo”. Segundo ele, as composições colegiadas serão decididas em março de 2019. Portanto, não estaria definido quem seria o presidente da sigla em Brasília.

Madeira disse que está procurando “aproximação” com o presidente do PPL-DF, João Vicente Goulart, e com seu vice, Antônio Campanella, que, juntamente com ele, participaram do encontro no fim de semana em São Paulo.

Deixe um comentário

Rolar para cima