Polícia invade café de Sydney e encerra sequestro de 16 horas

bsbcapitalPor ,15/12/2014 às 18:43, Atualizado em 15/12/2014 às 18:43

  A polícia da Austrália invadiu na madrugada de terça (horário local) o Lindt Cafe de Martin Place, em Sydney, e efetuou diversos disparos encerrando o sequestro no local que durou 16 horas. Três pessoas morreram, entre elas o atirador, e seis ficaram feridas, informou a polícia. Uma brasileira estava entre os reféns e foi …

Polícia invade café de Sydney e encerra sequestro de 16 horas Leia mais »

 

aptopix-australia-pol_fran_1

A polícia da Austrália invadiu na madrugada de terça (horário local) o Lindt Cafe de Martin Place, em Sydney, e efetuou diversos disparos encerrando o sequestro no local que durou 16 horas. Três pessoas morreram, entre elas o atirador, e seis ficaram feridas, informou a polícia. Uma brasileira estava entre os reféns e foi libertada ilesa.

Ao todo, 17 reféns estavam no café na hora do sequestro. Cinco conseguiram fugir um pouco antes. A imprensa local australiana identificou o clérigo muçulmano Man Haron Monis como o sequestrador. Ele já foi acusado de enviar cartas de ódio e abuso sexual.

Segundo Andrew Scipione, chefe de polícia de Nova Gales do Sul (estado do qual Sydney é a capital), vários tiros foram disparados enquanto o sequestro estava em andamento, o que levou os policiais a tomarem a decisão de invadir o local.

Deixe um comentário

Rolar para cima