Polícia Federal e MPF realizam nova etapa da Operação Zelotes

BSB Capital 09/05/2016 às 9:02, Atualizado em 09/07/2016 às 3:52

A Polícia Federal deflagrou, nesta segunda-feira (9/5) a 7ª fase da Operação Zelotes nesta segunda-feira (9/5). O alvo é a empresa Cimentos Penha. Segundo investigadores ouvidos pelo Correio, o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega nomeou um integrante do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) que deu o voto de desempate favorável à empresa em um …

Polícia Federal e MPF realizam nova etapa da Operação Zelotes Leia mais »

AA-BNDES-20151027-2
Foto: Antonio Araújo / Câmara dos Deputados

A Polícia Federal deflagrou, nesta segunda-feira (9/5) a 7ª fase da Operação Zelotes nesta segunda-feira (9/5). O alvo é a empresa Cimentos Penha. Segundo investigadores ouvidos pelo Correio, o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega nomeou um integrante do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) que deu o voto de desempate favorável à empresa em um julgamento no colegiado. No entanto, até as 8h30, não havia informação se Mantega era alvo de um dos cerca de 30 mandados de busca e condução coercitiva que acontecem em Brasília, Pernambuco e São Paulo.

Outro alvo da ação de hoje é o empresário Victor Garcia Sandri, amigo do ex-ministro da Fazenda. Durante as investigações, a Justiça quebrou os sigilos de Mantega.

A investigação examina o suposto esquema de compra e venda de votos no Carf, conselho vinculado ao Ministério da Fazenda que julga recursos de multas de grandes contribuintes. Nesta fase há pelo menos 30 mandados de condução coercitiva e o alvo da operação é a empresa Cimento Penha, acusada de pagar propina para ter multa anulada no Carf.

A mesma operação apura ainda o esquema de compra de medidas provisórias nos governos Lula e Dilma. A operação ocorre no Distrito Federal, e nos estados de São Paulo e Pernambuco.

 


A corrupção venceu a esperança?


Comissão aprova relatório favorável ao prosseguimento do impeachment


Cunha “estranha” decisão do STF, fala em retaliação e diz que vai recorrer


Deixe um comentário

Rolar para cima