Polícia dos EUA investiga ataque à sede do YouTube

bsbcapitalPor ,04/04/2018 às 16:57, Atualizado em 04/04/2018 às 16:57

A atiradora, de 39 anos, detestava o Youtube ao descobrir que a empresa filtrava seus vídeos para não ganhar mais visualizações. Ela abriu fogo contra funcionários e se matou em seguida

A mulher que atirou e feriu três pessoas na sede do YouTube, na Califórnia (EUA), e, em seguida, se suicidou terá a vida vasculhada pela polícia americana. A atiradora Nasim Najafi Aghdam, uma youtuber de 39 anos, moradora de San Diego, tinha quatro canais e detestava o site de compartilhamento de vídeo, segundo relatou o pai dela à imprensa local. Familiares contaram que ela se autodefinia como uma ativista vegana e protetora dos direitos dos animais. Em seu próprio site, a atiradora reclamou de ter vídeos “censurados” pelo YouTube, ao filtrar seus vídeos para ela não ganhar mais visualizações.

O YouTube tirou do ar todos as suas contas após o ataque. A empresa ainda não se manifestou sobre o assunto.

Deixe um comentário

Rolar para cima