PM vai impedir bloqueio de ruas por manifestantes no DF

bsbcapitalPor ,30/03/2015 às 14:27, Atualizado em 30/03/2015 às 14:27

A Polícia Militar do Distrito Federal anunciou nesta segunda-feira (30) que vai impedir o bloqueio “arbitrário” do trânsito por manifestantes durante protestos realizados na capital. A orientação da corporação é que cada manifestação seja avaliada individualmente pelos policiais em operação, levando em consideração a quantidade de pessoas envolvidas e o local do ato. Segundo a …

PM vai impedir bloqueio de ruas por manifestantes no DF Leia mais »

IMG_5899
Professores fecham o Eixo Monumental para pedir reajuste salarial (Foto: Gabriel Pontes)

A Polícia Militar do Distrito Federal anunciou nesta segunda-feira (30) que vai impedir o bloqueio “arbitrário” do trânsito por manifestantes durante protestos realizados na capital. A orientação da corporação é que cada manifestação seja avaliada individualmente pelos policiais em operação, levando em consideração a quantidade de pessoas envolvidas e o local do ato.

Segundo a PM, o objetivo da medida é garantir a segurança dos manifestantes e a livre circulação dos veículos, principalmente durante os períodos de maior movimento, como os horários de ida e volta ao trabalho. Caso a decisão de manter as ruas desobstruidas seja desrespeitada pelos participantes, a polícia informou que pode vir a fazer uso do “efetivo policial”, mas apenas em último caso, quando toda as vias de negociação forem esgotadas.

“A prioridade é o diálogo, mas temos de fazer valer o poder de polícia para manter a ordem pública e assegurar que o direito da maioria prevaleça sobre a da minoria”, afirmou o chefe do Departamento Operacional da PMDF, coronel Mauro Lemos.

De acordo com a corporação, o bloqueio de vias públicas por manifestantes incorre em perturbação da ordem. Manifestantes que insistirem em manter a interdição poderão ser autuados por desobediência, desacato e dano ao patrimônio público

“Queremos que as pessoas tenham a percepção de que não podem interditar a via quando bem entenderem. Isso acarreta consequências legais. Elas podem ser presas, levadas à delegacia, onde serão autuadas formalmente pelos delitos praticados”, disse Lemos.

Deixe um comentário

Rolar para cima