Perigo na Travessia

BSB Capital 10/05/2014 às 10:14, Atualizado em 10/05/2014 às 10:14

Falta de faixa de pedestre perto do Colégio La Salle, causa medo em moradores e alunos   A falta de faixas de pedestres na Alameda Gravatá e na Avenida Parque Águas Claras, perto do colégio La Salle, tem deixado moradores e pais de alunos preocupados. O aumento acentuado de veículos no local tem causado dificuldades …

Perigo na Travessia Leia mais »

Falta de faixa de pedestre perto do Colégio La Salle, causa medo em moradores e alunos

 

A falta de faixas de pedestres na Alameda Gravatá e na Avenida Parque Águas Claras, perto do colégio La Salle, tem deixado moradores e pais de alunos preocupados. O aumento acentuado de veículos no local tem causado dificuldades para a travessia das ruas, principalmente, no começo da manhã, à partir das 7h, e na saída dos alunos, entre às 12h30 e 13h.

“O problema do trânsito por aqui é crônico. Sou moradora de Águas Claras e tenho três filhos que estudam no colégio La Salle, mas sem faixa de pedestre nas principais vias de acesso ao colégio eu não deixo eles irem sozinhos”, afirma Ana Cacia Gomes.

A Alameda Gravatá é uma das principais vias de ligação entre o lado oeste de Águas Claras com o lado leste, onde está localizado o colégio La Salle, e tem cerca de 2 quilômetros de extensão. Em todo o seu trajeto não existe nenhuma faixa de pedestre. “Muitos alunos saem da escola pelo Conjunto 3, na Alameda Gravatá e pela entrada principal na Rua Manacá, em nenhuma dessas ruas tem faixa de pedestre. A travessia é quase impossível, pois os motoristas são muito deseducados”, relata Ana.

Com mais de 4 quilômetros de extensão a Avenida Parque Águas Claras, corta a cidade pela parte norte a sul, e somente duas faixas de pedestres beneficiam os transeuntes.

O comerciante Wilson Ribeiro, que tem um comércio perto da Alameda Gravatá já presenciou por várias vezes carros em alta velocidade, frearem bruscamente para evitar atropelamento de pedestre. “Há dois meses eles colocaram duas lombadas aqui na rua, mas antes os carros trafegavam por aqui em alta velocidade”, afirma Wilson.

Procurada por nossa reportagem, a Administração Regional de Águas Claras, até o fechamento dessa edição, não tinha se manifestado.

IMG_5420

Deixe um comentário

Rolar para cima