Pelotão anti-Ibaneis

BSB Capital 21/06/2022 às 14:46, Atualizado em 22/06/2022 às 14:49

Nove militares ingressam no PSC para concorrer à Câmara Legislativa e reforçar a candidatura majoritária da deputada Paula Belmonte

Foto: Divulgação

Da Redação

Os sargentos da Polícia Militar Eliomar e Everaldo, que concorreram a deputado federal em 2018 e obtiveram, respectivamente, 17.265 e 2.268 votos, e Ricardo Tobé e Geraldo Alves, que foram candidatos a distrital e receberam 5.080 e 4.732 votos, disputarão, juntos, este ano, uma vaga na Câmara Legislativa pelo PSC.

O compromisso foi assumido na segunda-feira (20) durante um encontro com a deputada federal Paula Belmonte (Cidadania), e o marido dela, o advogado Luís Felipe Belmonte, presidente local da legenda.

“O PSC representa os anseios de defesa da família, da liberdade e dos valores cristãos que os integrantes das forças de segurança pública tanto prezam. Vamos lutar para que eles sejam valorizados e tratados com o respeito que merecem”, afirmou Belmonte.

O pelotão cristão anti-Ibaneis conta, ainda, com outros cinco militares: o capitão Medeiros, o coronel Albuquerque e os sargentos Luciano Alves, Maurício e Adeílton.

A deputada Paula Belmonte, presidente regional do Cidadania, comemorou o apoio dos militares. “Nosso projeto para o DF é amplo e alcança segmentos variados. É um grupo plural, que vai nos ajudar a mudar a realidade de Brasília”, disse.

A aposta do grupo é eleger, pelo menos, um representante da corporação. O grupo acredita que conseguirá cerca de 30 mil votos, enquanto os demais 16 candidatos do PSC precisarão convencer outros 30 mil eleitores e, assim, a legenda atingir o coeficiente de 60 mil votos previsto para garantir uma vaga na Câmara Legislativa em 2 de outubro.

Leia mais em Brasília Capital

1 comentário em “Pelotão anti-Ibaneis”

Deixe um comentário

Rolar para cima