Desapegar para recomeçar

BSB Capital 19/03/2016 às 7:43, Atualizado em 09/07/2016 às 3:37

Fernanda Sampaio (*)   A vida é um grande processo evolutivo e de crescimento pessoal. Nada como fazermos profundas reflexões da nossa caminhada e percebermos os bons frutos que já colhemos da jornada da vida. Aí estarão os pontos de acerto, naqueles em que o aprendizado já foi possível e devemos nos orgulhar. Afinal, houve …

Desapegar para recomeçar Leia mais »

Fernanda Sampaio (*)

 

A vida é um grande processo evolutivo e de crescimento pessoal. Nada como fazermos profundas reflexões da nossa caminhada e percebermos os bons frutos que já colhemos da jornada da vida. Aí estarão os pontos de acerto, naqueles em que o aprendizado já foi possível e devemos nos orgulhar. Afinal, houve luta e esforço para que a vida nos devolvesse o que era de nosso merecimento.

No entanto, muitas vezes ficamos chateados ao rever aqueles aspectos que sempre aparecem na nossa listinha de frustrações/dificuldades. Aqueles que mesmo nos propondo a resolver, nunca conseguimos  solucionar e nos sentimos incapazes diante deles. Amiúde, devemos refletir sobre a nossa dificuldade de desapegar e a importância do esquecimento e do perdão. Ambos são imprescindíveis nos processos de mudança profunda.

Achamos, o que seria óbvio, que nos apegamos apenas às coisas boas da vida. Ledo engano. Temos uma enorme facilidade e, por que não dizer, necessidade de nos apegar a coisas e fatos que não nos servem mais.

Acreditamos que temos que guardar tudo isso porque esquecer é ser tolo e acreditar é se frustrar novamente. Esquecemos que o mesmo perdão que devemos a tantos que nos machucaram remete ao primeiro perdão: necessário perdoar a nós mesmos, por todo mal que nos fizemos ou que deixamos que nos fizessem.

Infelizmente, é com todos esses ressentimentos, rancores e frustrações que vamos para a vida, e é com toda essa carga de energia negativa que pedimos tantas coisas boas, acreditando que o Universo pode nos propiciar. E aí uma pergunta básica: se você já está cheio (a), como algo a mais pode entrar?

Com todo esse lixo, é impossível recomeçar. Continuar igual é fácil. Mudar, crescer e evoluir é difícil. Contudo, toda essa carga de sofrimento pode ser o adubo para esse processo de construção do novo ser.

Para renovar, é necessário aprender a desapegar. Devemos fazer uma reflexão de tudo aquilo que nos faz mal, para entregarmos à fogueira da vida sem olhar para trás. Deixar queimar, sumir e se expandir no Universo.

Assim pararemos de atrair o que não queremos e atrairemos prosperidade, saúde, amor e tudo de melhor que merecemos. E então passaremos a ser a própria lei da atração.

 

(**) Psicóloga, psicodramatista, terapeuta sexual, palestrante, especialista em Brainspotting e EMDR.


Coragem para recomeçar


Depressão, o mal do século


Buscando uma resposta para ser feliz


 

Deixe um comentário

Rolar para cima