Obra de adutora em Santa Maria é vistoriada

mmPor ,30/04/2018 às 11:53, Atualizado em 30/04/2018 às 18:19

Ela faz parte do Sistema Corumbá e está com mais metade pronta. De acordo com o governo, passam dos 70%. A vistoria foi feita pelo governador Rollemberg nesta segunda-feira (30)

Rollemberg (1º à esq.): “Essa é uma obra estruturante, a maior em curso no Brasil de captação e tratamento de água”. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Mais de 70% das obras da adutora de água tratada do Sistema Produtor Corumbá, em Santa Maria (DF), estão prontos. As intervenções foram vistoriadas nesta segunda-feira (30) pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg. “Essa é uma obra estruturante, a maior em curso no Brasil de captação e tratamento de água, e está de vento em popa”, destacou o governador. A vazão prevista inicialmente é de 1,4 mil litros por segundo, que poderá chegar a 2,8 mil litros por segundo para o Distrito Federal e a mesma quantidade de água para Goiás. “Com isso vamos dar tranquilidade para toda a população de Brasília no que se refere ao abastecimento”, acrescentou Rollemberg.

A adutora terá 13 quilômetros de comprimento, com tubulações soldadas em aço com 1,3 mil milímetros de diâmetro. De acordo com o presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb), Maurício Luduvice, a obra permitirá trazer a água processada na estação de tratamento de água em Valparaíso (GO) para o sistema de reservatórios existente em Santa Maria (DF). Até agora, segundo a Caesb, já foram implementados cerca de 9 mil metros de tubulações. O custo da obra é estimado em R$ 40,8 milhões, com recursos do governo de Brasília.

Sistema Corumbá

As obras do Sistema Produtor Corumbá são fruto de consórcio entre DF e Goiás. Além da adutora de água tratada, cabe à Caesb a construção da Estação de Tratamento de Água, em Valparaíso (GO), e de 15,3 quilômetros de adutora de água bruta. Os 12,7 quilômetros restantes de adutora, a captação e a estação de bombeamento, em Luziânia (GO), são de responsabilidade da Saneamento de Goiás S.A. (Saneago).

As regiões administrativas do DF que vão receber a água serão Gama e Santa Maria, em um primeiro momento; depois, Planaltina, Recanto das Emas e Riacho Fundo. Quatro municípios goianos do Entorno fecham a lista: Cidade Ocidental, Luziânia, Novo Gama e Valparaíso.

Deixe um comentário

Rolar para cima