O novo mundo de Elyas Nascimento

mmPor ,28/11/2020 às 12:38, Atualizado em 28/11/2020 às 12:38

Uma coleção de memórias reunidas pelo afeto do aleatório

A partir da observação do cotidiano, imerso no contexto de quarentena, o artista começa a se atentar com mais intensidade na potencialidade sensível e pictórica do contexto doméstico, nos ambientes e dinâmicas familiares.

Numa quase dissolução da fronteira causada pelo convívio extremo de isolamento e a dimensão de seu eu particular, Elyas Nascimento realiza composições entre os distintos elementos que dão forma à complexidade da vida familiar cotidiana.

Sua produção atual procura apresentar, sob uma nova ótica, seu novo espaço de moradia, assim como objetos e silhuetas de seres de seu convívio. Ao olhar para o ambiente em que se encontra como se tivesse acabado de chegar em um novo país, um novo continente, começa a perceber que entre o ver e o não ver existe um novo mundo a ser explorado.

Essa investigação se desenrola através de diferentes suportes e novas técnicas por ele desenvolvidas, transformando, muitas vezes, a limitação do material em sua linguagem.

Sua pesquisa caracteriza-se pela investigação crítica, filosófica e estética. Dessa poética do convívio, e a partir de uma abordagem dialógica entre esses dois temas, pintura e a técnica de frotagem marcam o tempo do gesto no papel, possibilitando a (re) construção de sua memória.

Seu trabalho é uma coleção de memórias reunidas pelo afeto do aleatório.

Deixe um comentário

Rolar para cima