Número de homicídios continua a cair no DF

BSB Capital06/10/2017 às 13:12, Atualizado em 06/04/2022 às 15:18

“Somente em setembro, foram apreendidas 165 armas de fogo” afirmou o comandante-geral da PMDF, coronel Marcos Nunes

Foto: Tim Alves CCS

A Secretaria de Segurança Pública e Paz Social (SSP) divulgou, nesta quarta-feira (4), o balanço da segurança pública do mês de setembro. O número de homicídios continua diminuindo atingindo o menor patamar desde 2002. Todos os crimes patrimoniais também tiveram redução, se comparado ao mesmo período de 2016.

O secretário de segurança pública, Edval de Oliveira Novaes, atribuiu os bons resultados aos esforços multissetoriais dos diversos órgãos do Governo do Distrito Federal, ressaltando principalmente a ostensividade da Polícia Militar. “A Polícia Militar vem empregando o policiamento com base nas manchas criminais, em horários e locais onde os crimes mais acontecem”, disse o secretário de segurança.

O comandante-geral da PMDF, coronel Marcos Nunes, aproveitou para explicar como a apreensão de armas de fogo pela PMDF tem impacto na redução criminal. “Somente em setembro, foram apreendidas 165 armas de fogo, que é o grande foco da instituição, tendo em vista que cerca de 70% dos homicídios são cometidos com arma de fogo”, ressaltou.

O coronel Nunes também comentou sobre a forte atuação da Corporação no trânsito de Brasília. Foram 175 operações, que resultaram em 35.898 notificações, 1.979 flagrantes de alcoolemia e 541 casos de transporte irregular. “O trabalho intenso do policiamento de trânsito é muito importante para redução dos crimes e, principalmente, dos homicídios no trânsito”, destacou.

O balanço da SSP apontou também uma importante redução em todos os crimes contra o patrimônio monitorados pela Secretaria. As maiores quedas foram nos crimes de roubo de veículos, com redução de 36,8%, e o roubo em comércio, que diminuiu em 21,7%. O combate aos crimes patrimoniais é um dos eixos principais do programa Viva Brasília – Nosso Pacto pela Vida.

Deixe um comentário

Rolar para cima