Nos pênaltis, Cruzeiro bate São Paulo e se classifica às quartas da Libertadores

bsbcapitalPor ,14/05/2015 às 8:21, Atualizado em 14/05/2015 às 8:21

Na quarta-feira (13), no Mineirão, o Cruzeiro recebeu o São Paulo no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores, e após vencer no tempo normal por 1 a 0 se garantiu nas quartas da competição continental na decisão por pênaltis. Com a vantagem do empate, o time comandado por Milton Cruz entrou em …

Nos pênaltis, Cruzeiro bate São Paulo e se classifica às quartas da Libertadores Leia mais »

511316-970x600-1 (1)

Na quarta-feira (13), no Mineirão, o Cruzeiro recebeu o São Paulo no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores, e após vencer no tempo normal por 1 a 0 se garantiu nas quartas da competição continental na decisão por pênaltis.

Com a vantagem do empate, o time comandado por Milton Cruz entrou em campo com três volantes – Denílson, Souza e Wesley – e somente Alexandre Pato no ataque. A tática adotada se mostrou eficiente e a equipe conseguiu conter o ímpeto cruzeirense em todo o primeiro tempo.

Mas o sistema defensivo são-paulino não conseguiu segurar a pressão cruzeirense na volta do intervalo e o time da casa conseguiu abriu o placar com Leandro Damião, logo aos 9 minutos, completando cruzamento de Mayke.

Apesar da superioridade na etapa complementar, o Cruzeiro não conseguiu converter o maior volume de jogo no segundo. Dessa forma, o confronto foi para a decisão nos pênaltis.

Nas cobranças alternadas da marca da cal, foi o time mineiro quem levou vantagem por 4 a 3. Leandro Damião e Manoel erraram pelo Cruzeiro, enquanto Luis Fabiano, Souza e Lucão desperdiçaram pelo São Paulo.

Com a classificação às quartas de final, o Cruzeiro terá pela frente o vencedor do confronto entre Boca Juniors e River Plate. No primeiro jogo a equipe de Marcelo Gallardo venceu por 1 a 0, no Monumental de Nuñez. Amanhã, a partir das 21h, a partida de volta será na Bombonera, estádio do Boca.

O JOGO

O confronto começou em ritmo acelerado, com as equipes optando pelos arremates de fora da área.

As primeiras tentativas do Cruzeiro foram com Leandro Damião e Williams. Os chutes subiram demais e não levaram perigo à meta de Rogério Ceni.

A resposta do São Paulo foi na mesma moeda. Em falta próxima da meia lua, aos 10 minutos, Michel Bastou bateu forte de perna esquerda e a bola passou muito perto do gol de Fábio.

Destaque do Cruzeiro no começo de partida, o atacante Willian quase abriu o placar em duas oportunidades, aos 25 e 27 minutos, em chutes da entrada da área. As bolas passaram tirando tinta a trave de Rogério.

O time casa voltou a assustar aos 42 minutos. Willian cobrou falta da entrada na área e Rogério Ceni se esticou todo para desviar a bola e mandar para escanteio.

O Cruzeiro voltou para a etapa complementar querendo logo fazer o primeiro gol e quase conseguiu, com menos de 1 minuto. Arrascaeta cruzou da direita e Leandro Damião finalizou de voleio. A bola bateu na barriga de Bruno e a defesa afastou o perigo.

Aos 6 minutos, Marquinhos foi lançado nas costas da zaga e bateu cruzado. A bola passou na frente do gol e saiu pela linha de fundo.

O time da casa conseguiu abrir o marcador aos 9 minutos. Willian lançou Mayke na direita, ele cruzou para trás e Leandro Damião finalizou para as redes.

Aos 15 minutos, Marquinhos pegou a sobra de bola na intermediária e arriscou de longe. Rogério Ceni pulou no canto direito para espalmar e impedir o segundo gol cruzeirense.

Bruno fez boa jogada pela direita, invadiu a área e cruzou. Luis Fabiano falhou na finalização e a bola saiu à esquerda do gol, aos 28 minutos.

Aos 40 minutos, o Cruzeiro teve a última chance de fazer o segundo em contra-ataque rápido. Três contra três. Mena tocou para o uruguaio Arrascaeta, que sozinho finalizou para fora.

Leia mais:


 

https://www.bsbcapital.com.br/topico/taca-libertadores/


https://www.bsbcapital.com.br/marcos-rocha-sente-fisgada-na-panturrilha-e-vira-duvida-no-atletico-para-encarar-o-inter/


 

Deixe um comentário

Rolar para cima