Não se assuste! É apenas um caso de vida e morte

bsbcapitalPor , Maria Félix Fontele (*)27/12/2021 às 5:40, Atualizado em 22/12/2021 às 14:52

Tudo virou requinte. Até produto que intoxica a gente

O quilo de pimentão custa 40 reais. Exagerei! É apenas R$ 39,90. Mas, em temporada de promoção, você pode encontrar por R$ 34,98. Claro que é aquele pimentão de cor vermelha. O amarelo também está nesse patamar de altíssimo preço!

Sugiro ampla reflexão a quem quiser incrementar a salada, dando-lhe um sabor mais crocante, ou fazer aquela peixada repleta de batatas, pimentões coloridos e cebolas, ou ainda quer se esmerar em um tabule (tirando a batata e colocando o trigo, leva os mesmos ingredientes da peixada).

Sim, na esteira dos grandes temas e dilemas da humanidade, como a vida, a morte, o amor e outros, caberia um questionamento a mais: vale a pena satisfazer o paladar comendo pimentão? Porque o tal é o campeão em agrotóxico, segundo análise do Grupo de Trabalhos de Agrotóxicos da Fiocruz. 

Isso! O pimentão está em primeiro lugar no ranking dos intoxicados, com 95% de 21 tipos diferentes de veneninhos. E está longe de suas origens, nas américas do Sul e Central. Mas é uma rica fonte de nutrientes, de vitaminas e de antioxidantes.

Pois é, depois de pensar e pesar tudo, minha vizinha, sabiamente, resolveu abastecer o carro, pois o litro da gasolina está bem mais barato, na casa dos sete reais. Também optou por comprar apenas a cesta básica, a que tem só o basicão e que já custa 700 reais. Reservou 110 para o gás e voltou para casa sem dinheiro, sem os pimentões, sem os peixes e outros componentes.

Pois tudo virou requinte, até produto que intoxica a gente.

(*) Jornalista e escritora

Deixe um comentário

Rolar para cima