Na final do Candangão, Luziânia sai na frente do Brasília

BSB Capital 12/05/2014 às 16:25, Atualizado em 12/05/2014 às 16:25

  O próximo sábado (17/5) promete ainda mais emoção no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha. Será a grande decisão do Campeonato Brasiliense de Futebol 2014, entre Brasília FC e Luziânia. A partida é o último jogo antes da Copa do Mundo. Após a disputa, a arena será entregue à FIFA, e a capital entrará …

Na final do Candangão, Luziânia sai na frente do Brasília Leia mais »

 

O próximo sábado (17/5) promete ainda mais emoção no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha. Será a grande decisão do Campeonato Brasiliense de Futebol 2014, entre Brasília FC e Luziânia. A partida é o último jogo antes da Copa do Mundo. Após a disputa, a arena será entregue à FIFA, e a capital entrará na contagem regressiva para os sete jogos do torneio que serão realizados no Estádio Nacional.

Neste sábado (10/5) os dois finalistas protagonizaram uma grande festa no primeiro jogo da final do Candangão. Em uma partida marcada por muitos gols, o time goiano venceu o colorado por 3 x 2. Nas arquibancadas, cerca de 10 mil pessoas torceram e vibraram durante os 90 minutos de disputa acirrada.

Esse mesmo clima de alegria e tranquilidade pôde ser visto na entrada do público, que ocorreu com tranquilidade, sem filas ou transtornos. Ao lado do marido e dos três netos, a vendedora Maria de Jesus da Costa, 60 anos, ficou satisfeita. “Não tivemos problemas e foram muito educados com a gente”, afirmou, referindo-se aos orientadores de público. A saída dos torcedores também ocorreu com segurança e rapidez. Não houve retenções no trânsito.

Decisão – Com o resultado deste sábado, o time goiano terá vantagem no segundo jogo, que será disputado no próximo dia 17 no Mané. Para reverter a situação e levantar o troféu, o Brasília terá de vencer por dois gols de diferença.

Quem ficou feliz com o resultado foi a família Gomes. Ao lado da esposa Juliana, 36, e da filha Brenda, 14, Aldenor Moreira comemorou a vitória. “Sempre acompanhamos o Luziânia, mas é nossa primeira vez em um estádio como esse. Esperamos que nosso time faça bonito no próximo jogo”, disse o empresário, que, assim como a família, nasceu no município goiano.

Apesar do resultado desfavorável para o Brasília, a pedagoga Fernanda Calixto, 38, se mantém otimista quanto à decisão. Para ela, ver o time do coração jogar em um estádio de Mundial é sempre motivo de orgulho. “Fomos os que mais jogamos aqui entre os clubes locais. Estar aqui é sempre muito legal e emocionante. E somos batalhadores, vamos atrás do título”, ressaltou Fernanda, com a pequena Maria Eduarda nos braços.

 

Deixe um comentário

Rolar para cima