Ministério Público francês abre investigação contra Volkswagen

bsbcapitalPor ,02/10/2015 às 8:21, Atualizado em 02/10/2015 às 8:21

  O Ministério Público francês abriu hoje (2) investigação preliminar por fraude contra o grupo alemão Volkswagen pelo escândalo dos motores a diesel adulterados para falsificar as emissões de gases poluentes, informaram fontes judiciais. Segundo as fontes, citadas pelas agências EFE e AFP, a decisão do Ministério Público foi motivada por “todos os elementos que …

Ministério Público francês abre investigação contra Volkswagen Leia mais »

 

??????????????????

O Ministério Público francês abriu hoje (2) investigação preliminar por fraude contra o grupo alemão Volkswagen pelo escândalo dos motores a diesel adulterados para falsificar as emissões de gases poluentes, informaram fontes judiciais.

Segundo as fontes, citadas pelas agências EFE e AFP, a decisão do Ministério Público foi motivada por “todos os elementos que apareceram nos meios de comunicação” sobre o caso e pela notificação apresentada por um funcionário da região de Paris, que não quis se identificar.

A investigação foi aberta por suspeita de fraude grave em uma mercadoria, o que pode ser perigoso para a saúde.

O grupo Volkswagen é suspeito de ter equipado veículos vendidos em todo o mundo com um software que permite falsificar os controles antipoluição.

Quase 1 milhão de veículos a diesel vendidos nos últimos anos na França, das marcas Volkswagen, Audi, Skoda e Seat, foram equipados com o software, segundo a filial francesa da empresa. Em todo o mundo, foram cerca de 11 milhões de veículos. O escândalo provocou a demissão do presidente executivo do grupo, Martin Winterkorn.

A Organização Mundial da Saúde classificou, em 2012, os gases liberados pelos motores a diesel como cancerígenos.

A ministra da Ecologia da França, Ségolène Royal, que anunciou a realização de testes aleatórios em uma centena de veículos vendidos na França, denunciou o escândalo como “uma forma de roubo ao contribuinte e ao Estado”.

Paralelamente à investigação do Ministério Público de Paris, numerosos processos contra o grupo alemão foram anunciados na França por uma associação ecologista, por proprietários de veículos a diesel da Volkswagen e por acionistas franceses do grupo.

Processos judiciais foram abertos em numerosos países, entre eles uma ação contra o grupo nos Estados Unidos.


Leia mais:


Pagamento de FGTS para domésticos é obrigatório agora


 Rebeldes sírios apoiados por EUA acusam Rússia de bombardear sua base


Polícia admite que alteração da cena de crime por PMs abala imagem das UPPs


 

Deixe um comentário

Rolar para cima