Maradona e a valorização de um ídolo

Gustavo PontesPor ,27/11/2020 às 15:11, Atualizado em 27/11/2020 às 15:11

Craque é reconhecido. Já Garrincha!…

Para alguns, Diego Armando Maradona foi o melhor jogador de futebol da história. Para outros, apenas um bom jogador que usou da malandragem para se destacar, mas que já foi superado por Messi, seu compatriota. Independentemente das opiniões que envolvem comparações, o fato é que Maradona será para sempre um dos maiores personagens do esporte mais popular do mundo. Por sua irreverência e pelo talento, um ídolo do Boca Juniors e que teve a morte chorada até pelos rivais do River Plate.

Maradona foi um gênio que fez a Argentina “jogar em casa” contra a Itália na cidade de Nápoles, onde jamais será esquecido pelo que fez no Napoli, formando dupla com o brasileiro Careca. Maradona foi o retrato mais perfeito do argentino que gosta do futebol bem jogado, mas vibra com um carrinho no adversário com a mesma intensidade que comemora um gol.

Garrincha – A morte de Maradona, na quarta-feira (25), foi um dia triste para todos que amam futebol. E lembrou um personagem brasileiro parecido com ele, dentro e fora de campo. Manoel dos Santos, o Garrincha, batizado por Nelson Rodrigues de Anjo das Pernas Tortas, foi lembrado por Jairzinho, o Furacão da Copa de 1970, por “carregar um time nas costas”, como Maradona fez no título da Argentina em1986. “Eu vi o Garrincha em 58 e 62. Mas vocês não o valorizam até hoje e até o têm esquecido”.

Deixe um comentário

Rolar para cima