Manifesto do PT lança Rosilene Corrêa

orlandopontesPor ,16/03/2018 às 16:08, Atualizado em 16/03/2018 às 16:18

Sindicalista é vista como capaz de dialogar “com as necessidades colocadas”

O nome da diretora do Sinpro-DF já foi discutido internamente para disputa eleitoral. mas ela nega que irá concorrer em outubro. Rosilene Corrêa. Foto: Júlio Pontes

Manifesto assinado quinta-feira (15) por nove correntes internas do PT lança a pré-candidatura da diretora do Sindicato dos Professores (Sinpro-DF), Rosilene Corrêa, ao governo do Distrito Federal. Diz o texto que a sindicalista “consegue dialogar nesse momento com as necessidades colocadas”, fazendo com que o partido “saia ainda maior desse processo, mais unido e mais forte nas ruas e nas urnas”.

Berzoini – O nome de Rosilene Corrêa voltou a ser cogitado após o anúncio, domingo (11), da desistência do ex-ministro Ricardo Berzoini (SP) de transferir seu domicílio eleitoral visando a disputa pelo Buriti este ano.  As nove tendências signatárias do documento representam ampla maioria no PT, o que torna a candidatura da professora uma realidade palpável.

Nada de novo – Rosilene está viajando e retorna a Brasília no domingo (18). “Só então poderei tratar do assunto”, disse a sindicalista ao Brasília Capital, na sexta-feira (16). Mas assegurou que “de minha parte, não há nada de novo”.

Puro sangue – Como o PT não trabalha com a hipótese de fazer coligações, a chapa puro-sangue pode ser formada em consenso com as correntes populares que lançaram, no início do mês, a pré-candidatura do bancário Afonso Magalhães.

Wasny senador – Assim, Magalhães seria o vice de Rosilene, tendo o deputado distrital Wasny de Roure na disputa pelo Senado. Tudo será definido até o dia 31, quando encerra-se o prazo para inscrição de candidaturas às prévias do partido.

Deixe um comentário

Rolar para cima