Liberação do Parque Burle Marx

bsbcapitalPor , Zélio Maia (*)26/02/2021 às 9:00, Atualizado em 26/02/2021 às 10:04

Um marco histórico na política de preservação ambiental do DF

Os veículos serão transferidos para o Parque Rodoviário do DER. |Foto: Wilson Rossato/Detran/DF

Ao assumirmos a direção do Detran, em março do ano passado, tomamos conhecimento de um problema que colocamos em nossa agenda de prioridades: a necessidade de desocupação de uma área de 20 mil m² no Park Burle Marx, situado entre a Asa Norte e o Setor Noroeste. E na terça-feira (23) iniciamos uma megaoperação de desocupação de transferência 1.602 veículos para o pátio cedido pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), às margens da BR-020.

Já no primeiro dia da operação, foram removidos 66 veículos, superando a estimativa da chefe do depósito de veículos do Detran, Fernanda Wahrendorff. A estimativa do grupo de trabalho é de que a mudança seja concluída em cerca de 30 dias, dependendo da frequência de chuvas no período. 

A operação conta com o apoio de vários órgãos do Governo do Distrito Federal. Além do Detran, também integram a força-tarefa o Instituto Brasília Ambiental (Ibram), a Secretaria de Governo, a Secretaria do Meio Ambiente (Sema), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), a Polícia Civil e a Polícia Militar.

Para nós, esta operação é um marco para a população no DF, pois representa a devolução, para a comunidade, de uma área de grande valor ambiental. Assim, faço minhas as palavras do presidente do Ibram, Cláudio Trinchão:

“Depois de décadas, estamos vivenciando um fato histórico que é a desocupação da poligonal do Parque Burle Marx. A transferência dos veículos para um local apropriado, além de representar um importante avanço ambiental, é também uma grande conquista para a população do DF”.

Zélio Maia é diretor-geral do Detran-DF. Foto: Detran-DF

Deixe um comentário

Rolar para cima