Kicis perde no STF

bsbcapitalPor ,02/12/2020 às 15:10, Atualizado em 02/12/2020 às 15:18

Deputada entrou com ação na Justiça para censurar seu nome em reportagem

Bia Kicis entrou com ação na Justiça para censurar seu nome em reportagem. Foto: Câmara dos Deputados

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, cassou decisão do Tribunal de Justiça do DF que havia determinado à Revista Crusoé suprimir o nome da deputada federal Bia Kicis (sem partido-DF) de uma matéria que revelou dificuldades para aprovar a prisão em segunda instância na Câmara dos Deputados.

Rachadinha – A pauta teve o apoio dos conservadores até quando o ex-presidente Lula estava no banco dos réus. Porém, segundo a revista, depois que o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) passou a responder judicialmente pelas rachadinhas, a ala de deputados bolsonaristas começou a trabalhar para derrubá-la.

Sem censura – Bia Kicis, então, entrou com ação na Justiça para que seu nome não figurasse na reportagem. Conseguiu provisoriamente. Mas o Supremo decidiu por não censurar o jornalismo.

Deixe um comentário

Rolar para cima